Dois homens foram presos pela Polícia Federal, um por boca de urna e outro porque estava com dinheiro oferecendo para compra de votos. Um deles, o que fazia a propaganda eleitoral, é candidato a vereador. Os flagrantes ocorreram na manhã deste domingo (6) em Macapá, onde acontece 1º turno das eleições municipais.

Os dois não tiveram as identidades divulgadas, e também não foi detalhado como os crimes foram praticados. Os policiais também apreenderam dinheiro – o valor não foi detalhado.

Os presos foram apresentados em flagrante na Superintendência Regional da PF no Amapá.

O candidato a vereador pode cumprir pena de até um ano de reclusão, mais pagamento de multa. Já o outro homem pode levar uma pena de até 4 anos de prisão por compra de votos, além de ter que pagar multa.

Segundo candidato preso

Um outro concorrente a uma das 23 vagas da Câmara Municipal de Macapá foi preso em flagrante, ao tentar comprar votos com dinheiro e sorvete. A identidade dele e o local onde ele foi preso não foram divulgados. Além disso, R$ 2 mil em espécie foram apreendidos com o candidato, que pagou fiança e foi liberado.

Fonte: G1

Comentários
COMPATILHAR: