O paraibano Assis Chateaubriand, o Chatô, era um homem excêntrico, rabugento e considerado louco nos bastidores de seu império, os Diários Associados. Nos idos dos anos 40, quando ele anunciou que iria inaugurar a TV no Brasil, quase ninguém acreditou. Eis que no dia 18 de setembro de 1950, Chatô inaugura, em São Paulo, a TV Tupi, emissora própria dos Diários Associados. Com isso, o País foi o primeiro na América do Sul e o quarto no mundo a adquirir tal tecnologia.
Na época, a programação era improvisada e gerada completamente ao vivo. Como ainda não havia televisores em São Paulo e nem outro lugar do País, Chateaubriand espalhou 200 aparelhos em lugares ?estratégicos? na cidade.
Em 1980, o governo declarou envelhecidas as concessões de sete emissoras da Rede Tupi, provocando o fim da mais tradicional emissora de TV do País.
Com o passar dos anos, muitas coisas aconteceram e as imagens que eram vistas em preto e branco evoluíram e mostraram suas cores. Os aparelhos de televisão robustos foram ficando cada vez mais slim. Até que no século 21, a alta tecnologia tomou conta das telinhas e da vida das pessoas. Atualmente, já é possível assistir em casa a filmes em terceira dimensão (3D).
Em Guarulhos, segundo o diretor comercial e de programação da TV Cantareira, Júnior Mendonça, a emissora transmite 24 horas de programação regional, nos canais 8 digital e 12 analógico da Net/Guarulhos. ?O canal tem objetivo de informar, entreter, cobrir os principais fatos e interagir com a cidade, produzindo diversos programas de forma dinâmica, com a tecnologia digital e por profissionais altamente qualificados, mostrando assim, uma maneira imparcial e inovadora de fazer televisão?.

Comentários
COMPATILHAR: