“Se não renunciar, o pau vai quebrar”. Depois da manifestação da última sexta-feira, os torcedores do Cruzeiro voltaram a protestar contra à presidência do clube. Na noite desta terça-feira (17) membros de torcidas organizadas e torcedores ampliaram os protestos e aumentaram o tom de cobranças contra o presidente Wagner Pires de Sá, Hermínio Lemos e, principalmente, Ronaldo Granata, esses últimos vice-presidentes do Cruzeiro.

A manifestação começou na porta da sede administrativa do clube na rua Timbiras. Mas dessa vez os torcedores não ficaram no mesmo local durante todo o tempo. A turma, que como o Hoje em Dia noticiou levou um caixão para o protesto, iniciou um cortejo fúnebre simbolizando o velório da diretoria. O grupo passou na portaria do parque aquático do Barro Preto e depois foi escoltado pela Polícia Militar até a casa do vice-presidente Ronaldo Granata.

Durante o cortejo os torcedores entoaram cânticos com ofensas ao dirigente, que durante essa terça disse que não renunciaria ao cargo. E foi justamente essa declaração que gerou a enorme insatisfação dos cruzeirenses, que há dias cobram a renúncia coletiva de toda a cúpula do Cruzeiro.

Em frente ao edifício onde reside Granata a torcida não poupou críticas ao dirigente. “Granata, seu ladrão, ou renuncia ou vai embora no caixão”.

E as ameaças não pararam por aí: “se não renunciar, o pau vai quebrar”, também cantaram os manifestantes.

E o discurso de quem participou do protesto era de que os xingamentos, manifestações e movimentos pró-renúncia só vão parar quando, principalmente, Wagner Pires de Sá, Hermínio Lemos e Ronaldo Granata permanecerem oficialmente como membros da presidência.

“Se não renunciar nós vamos voltar” e “agora eu quero ver pra sair da sua mansão”, “gritavam os torcedores.

Durante o protesto o Hoje em Dia conversou com Ronaldo Granata. O vice-presidente afirmou que esta história terminará nesta quarta-feira (18). “Minha assessoria está marcando uma entrevista coletiva para amanhã e vou colocar um ponto final nesta bandalheira que se transformou o Cruzeiro”.

Comentários
COMPATILHAR: