Foi confirmada, na noite de quinta-feira (29) a sentença de 1º grau, por unanimidade, cassando o ex-prefeito de Córrego Fundo João Vaz, e seu vice Luiz Arantes de Faria.
O processo movido pela coligação adversária, de José Leão que na terça (27) assumiu a cadeira de chefe do executivo da cidade, trata do uso de recursos em campanha, não declarados na prestação de contas que oficialmente os candidatos fazem junto ao Tribunal (caixa 2).
Porém, na sentença dessa quinta-feira ocorreram modificações, uma vez que na penalização imposta aos acusados o Tribunal retirou a determinação de inelegibilidade por 8 anos. Porém, a decisão de perda de mandato foi mantida.
Esta é a 4ª vez que o Tribunal mantém sentenças caçando João Vaz.

COMPATILHAR: