As cidades de Arcos e Itapecerica agora contam com uma unidade do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc), órgão vinculado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que presta atendimento em processos onde há possibilidade de conciliação entre as partes.

A inauguração do centro em Arcos ocorreu nesta sexta-feira (28). Já a unidade de Itapecerica foi lançada nessa quinta-feira (27).

A 3ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Mariangela Meyer, conduziu as duas audiências. No município de Itapecerica, o coordenador do Cejusc é o diretor do Fórum, Altair Resende de Alvarenga. Por sua vez, a juíza diretora do Fórum de Arcos, Juliana de Almeida Teixeira Goulart, assume o centro de conciliação de Arcos.

Cejusc

Por meio da equipe do Cejusc, podem ser solucionadas questões como dívidas, descumprimento de obrigações, devolução de objetos emprestados, desvio de esgoto para o terreno do vizinho e conflitos com vizinhos, entre outros.

O órgão foi criado por meio de uma resolução publicada em 2010 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o objetivo de dar agilidade aos processos.

Gratuitamente, é possível tentar acordo em uma demanda com o auxílio de mediadores e conciliadores antes que a disputa vire um processo judicial.

Há ainda um setor que faz audiências de mediação e conciliação para processos em andamento.

De acordo com o CNJ, a diferença entre conciliação e mediação está no nível de intervenção do membro do Cejusc junto ao acordo: enquanto o conciliador atua de forma mais direta na disputa, podendo sugerir soluções, o mediador tem a missão de apenas facilitar a conversa entre as partes, apoiando para que elas mesmas cheguem a uma solução para o conflito.

 

 

Fonte: G1||

Comentários
COMPATILHAR: