Após o prefeito Moacir Ribeiro/PMDB vetar integralmente o projeto de lei que proíbe a contratação de parentes para todos os cargos da administração pública, incluindo cargos políticos, o assunto ganhou destaque nessa terça-feira (7) no Jornal Estado de Minas.
Mesmo com as afirmações de que haveria outros casos de nepotismo na atual administração, a nomeação de dois filhos do vice-prefeito de Formiga, Eduardo Brás/ PSDB ganhou destaque como o centro da polêmica que tomou conta da cidade.
Na matéria, também foi explicada a motivação dos vereadores em propor a lei, uma vez informados pelo promotor do patrimônio público, Marco Aurélio Rodrigues, de que só haveria irregularidade na nomeação se existisse uma Lei (local) proibindo tais contratações.
O vereador Arnaldo Gontijo de Freitas/PSL foi ouvido pelo jornal Estado de Minas e afirmou que, se depender da Câmara, essa briga está longe de chegar ao fim. ?Vamos continuar lutando pela moralidade da política em Formiga?.
O vice-prefeito, também se manifestou, afirmando que o Legislativo está fazendo confusão. Eduardo Brás alega que não há nenhuma ilegalidade na nomeação de seus dois filhos. ?O próprio Supremo Tribunal Federal definiu o que pode ou não ser considerado nepotismo. Não temos como aprovar uma lei municipal que vai contra uma determinação federal. Não existe esse problema que eles querem levantar?, diz.
O assunto já havia sido pauta de jornais de grande circulação no Estado no início de janeiro, quando foram feitas as nomeações.

Comentários
COMPATILHAR: