Por aglomerações de fieis, a Igreja Quadrangular “Catedral da Família”, sob direção do pastor Messias,  localizada na Avenida Castro Alves, em Divinópolis foi alvo da ação da Vigilância Sanitária no início da noite desse domingo (22).

 Mais uma vez, seguindo um decreto assinado pelo prefeito de Divinópolis e outro pelo Governador de Minas, Romeu Zema, em que são proibidas as aglomerações, independentemente de credo, com o objetivo de preservas vidas, e não contraírem o coronavirus,  os ficais da Vigilância Sanitária, acompanhados de uma guarnição da Policia Militar, estiveram na Igreja e impediram  o início do culto que reuniria dezenas de pessoas.
A frase “Morreu Hoje” estampada na fachada da Igreja não tem ligação com o coronavirus e nem com a ação da fiscalização, segundo informações de um membro da igreja,  é um culto que ocorre toda quarta-feira, em que dentro da doutrina evangélica é alusivo a morte do velho homem e o nascimento de um novo homem.

Fonte: Divinews 

Comentários