A falta de segurança e de estrutura da quadra anexa à Escola Estadual Aureliano Rodrigues Nunes, de propriedade do município, mas utilizada há cerca de oitos anos para as atividades de educação física da instituição de ensino, levou a direção, professores, alunos e a comunidade a buscarem o apoio da Prefeitura.

Em péssimas condições de conservação, há anos, a quadra apresenta buracos na tela que a cerca, não há redes nos gols nem nas cestas de basquete. Arames estão expostos e ainda há um padrão de energia aberto, que podem provocar acidentes. O local está imundo e os banheiros inutilizados. Mesmo com o uso de centenas de alunos, não há bebedouro e como o espaço é aberto, é comum ver usuários de drogas no local, em plena luz do dia, em meio aos estudantes que utilizam o espaço para as atividades físicas. As lâmpadas da quadra também estão queimadas, tornando o lugar ainda mais inseguro no período da noite.

?Cercar a quadra e mantê-la aberta apenas em dias de atividades, seja da escola ou da comunidade, ajudaria 100% a melhorar essa situação. Não queremos restringir o uso apenas para os nossos alunos (789 no total), mas precisamos dar mais segurança a eles?, comentou Hadailton Geraldo da Silva, diretor da escola desde 2009. Ele afirma que a proposta de ?fechar? a quadra foi apoiada pela presidência das associações dos bairros Quinzinho e Alvorada, pela Diretoria da Escola de Samba do Alvora e ainda por pais e pessoas da comunidade que se comprometeram a se mobilizar para a realização da reforma do local.

Vice-diretora e professora de educação física do Aureliano, Poliana Xavier fala das dificuldades enfrentadas durante as aulas. ?É comum ter pessoas assentadas em cantos da quadra fazendo uso de drogas enquanto a aula é dada. Não tem como os alunos beberem água ou irem ao banheiro. A escola é estadual, mas os alunos são da comunidade, são cidadãos formiguenses?, explicou.

Em visita ao local, a redação do jornal ouviu pessoas da comunidade que moram nas proximidades da quadra. Todos concordam com o fechamento e reclamam da escuridão do espaço a noite, quando pessoas aproveitam para fazer uso de drogas.

Na maior parte do tempo, a quadra é utilizada apenas pelos estudantes durante os períodos matutino e vespertino, ficando vazia a noite, justamente pela falta de iluminação. Aos fins de semana, há grupos que organizam partidas de futebol, mas já se posicionaram a favor do trancamento, desde que possam fazer uso da quadra nos dias de jogos. Sendo os organizadores, também responsáveis pela manutenção e conservação do local.

Em nota, a Prefeitura informou que não pretende cercar e manter o local fechado para uso da escola e de setores da comunidade: ?A quadra citada pertence a toda a comunidade, e não é destinada apenas à comunidade escolar da referida escola estadual. A Secretaria Municipal de Educação está aberta a firmar uma parceria para que a escola estadual colabore com a manutenção contínua da quadra, uma vez que os alunos da referida instituição estadual utilizam o espaço municipal há cerca de oito anos. A Secretaria Municipal já comprou e recebeu tinta e metalon para realizar a reforma do local. Também já adquiriu alambrado e aguarda a chegada do material. A intenção é realizar a reforma o mais breve possível. Segundo o Departamento Municipal de Esportes, a execução desse trabalho será feita em parceria com a comunidade e com a escola?.

Comentários
COMPATILHAR: