Já começaram as inscrições para o Projovem Adolescente, programa do Governo Federal que tem como objetivo principal a inclusão social de jovens entre 15 e 17 anos completos. De acordo com a supervisora do Sistema Único de Assistência Social, Joice Alvarenga, das 90 vagas oferecidas, 35 já foram preenchidas.
Os participantes terão oficinas de street dance ballet e jiu-jítsu, além de aulas de informática e outras atividades profissionalizantes. A equipe coordenadora do Programa é composta pelo orientador social, Lourenço Nascimento, pelo facilitador de oficinas, Guilherme Moreira e pelas psicólogas e assistentes sociais do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).
Joice Alvarenga ressaltou que a preferência é para pessoas já cadastradas no Bolsa Família ou em algum outro programa sócio-educativo. ?As inscrições estão disponíveis até o final de janeiro, mas, os interessados que não forem cadastrados nestes programas, devem nos procurar. Se não forem preenchidas todas as vagas, abriremos outro processo de seleção?, disse.
A supervisora falou ainda da importância do Programa para os jovens e adolescentes. Além de trabalhar com atividades como esporte e cultura, eles poderão ter cursos profissionalizantes. ?O cronograma, que é para dois anos, marca os primeiros doze meses para atividades lúdicas e os finais para as atividades profissionalizantes, no entanto, neste ano os alunos já terão aulas de informática que serão ministradas no antigo Lar Solidário. O progresso vai depender dos participantes?, afirma.
As aulas terão início no dia 18 de janeiro. ?Estamos alugando um espaço para que seja implantada a academia e, tão logo o contrato esteja assinado, o local ainda será divulgado?, completou Joice Alvarenga.
Os interessados devem procurar a Secretaria de Desenvolvimento Humano, na Praça São Vicente de Férrer, nº 110, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Comentários