Redação Últimas Notícias 

A administração municipal de Formiga se reuniu na quarta-feira (8) com produtores rurais do município para discutir ações para o consumo consciente de água em período de seca nas propriedades rurais.

O principal objetivo da reunião foi encontrar formas para evitar o episódio ocorrido no período de seca do ano passado, quando os produtores rurais das comunidades localizadas acima da barragem de capitação de água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) tiveram as bombas lacradas devido às irregularidades encontradas.

Nas comunidades rurais acima da barragem estão localizados os maiores produtores de hortifrútis do município. Em setembro do ano passado, período em que o município enfrentou problemas com abastecimento, a Defesa Civil constatou nas propriedades bombas que retiravam quantidade de água superior à permitida, desperdício na irrigação e até uma barragem para represar água.

Os produtores só foram autorizados a deslacrar as bombas em outubro, quando a captação de água se normalizou e após o comprometimento de que realizariam rodízio para captação.

De acordo com o professor e idealizador do projeto de revitalização da sub-bacia do rio Formiga, “Vida Nova Rio Formiga”, José Ivo da Silva, caso haja problemas com abastecimento, a Prefeitura e o Saae se comprometeram a comunicar os produtores antes de realizar medidas para manter o abastecimento na cidade.

Como premissas ficaram estabelecidas que em caso de racionamento e rodízio, as medidas deverão ser iniciadas na área urbana. Além disso, caso os ruralistas necessitem estocar água, a ação deverá ser feita após as 23h quando termina o horário de pico de captação pelo Saae.

Além de José Ivo, participaram da reunião, o diretor do Saae, Flávio Passos e a engenheira ambiental da autarquia, Tainara Silveira Leal, a secretária de Gestão Ambiental, Giovana Borges, os presidentes da Associação de Feirantes do Centro-Oeste e da Associação dos Produtores Feirantes de Formiga e 20 produtores.

 

Comentários
COMPATILHAR: