O governador Aécio Neves não tem medido esforços para que o Mineirão seja palco da abertura da Copa de 2014. Ele informou que Minas Gerais é o primeiro estado a cumprir integralmente o cronograma estabelecido pela FIFA. ?Não vejo a mesma velocidade, as mesmas decisões tomadas em alguns outros estados. Portanto, não vamos apenas reivindicar com palavras, iremos demonstrar que Minas Gerais, pela sua localização, pode ter espaço de absoluto destaque na Copa do Mundo de 2014?, declarou o governador mineiro, durante assinatura da ordem de serviço do início das obras de reforma e modernização do Independência, localizado na zona leste de BH. Embora o Mineirão seja o estádio de Belo Horizonte indicado para receber os jogos da Copa de 2014, as obras no Independência são importantes para que a cidade esteja apta para receber o evento. O estádio será uma alternativa para Atlético, Cruzeiro e América mandarem seus jogos enquanto o Mineirão estiver em obras. Outra opção é a Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. As obras do Independência estão orçadas em R$ 46 milhões, sendo R$ 20 milhões de recursos do estado e o restante da verba concedida pelo governo federal. A previsão é de que a reforma no estádio, iniciada imediatamente, seja concluída em outubro.

De bom tamanho
O Cruzeiro suportou bem a altitude de Potosí ? quase 4.000 metros ? e arrancou um bom empate diante do time da casa. A vaga para a fase de grupos da Libertadores só deixa de ser do time mineiro se assim ele o quiser. Encurtando espaços, a equipe de Adilson Batista fez um jogo inteligente. Abriu o placar logo no início com Wellington Paulista, após boa trama do ataque envolvendo Kleber e Diego Renan. No entanto, aos 20 minutos, o experiente Gilberto foi expulso de forma infantil e prejudicou a equipe, já debilitada em função de todas as adversidades da altitude. Mesmo assim, o Cruzeiro conseguiu suportar a pressão durante a maior parte do tempo e sofreu o empate a poucos minutos do fim. Com o 1 a 1, a equipe celeste pode até empatar sem gols no jogo de volta no Mineirão, na semana que vem, que estará classificada. Mas a tendência é que o time de Adilson Batista confirme sua vaga com tranquilidade.

Pavio curto
Gilberto, o mais experiente do grupo, agrediu um jogador do Real Potosí ainda no primeiro tempo. Foi expulso e, além de prejudicar a equipe, será multado dentro das normas do clube: terá um abatimento no salário.

Gente nova na Raposa
Na próxima semana, a diretoria deve anunciar os dois reforços prometidos para a torcida. O clube apenas espera a confirmação da vaga para a fase de grupos da Libertadores. Devem chegar dois jogadores para o setor de meio campo. Roger, ex-Fluminense, Corinthians e Grêmio é um dos nomes mais badalados.

Gente nova no Galo I
O atacante Obina já foi regularizado pelo Atlético na Confederação Brasileira de Futebol e está liberado para jogar contra o Tupi, no próximo domingo. O jogador teve 50% do seu passe adquirido por R$1.750.000,00 por um grupo de investidores (não revelado) junto ao Flamengo e foi repassado ao Galo.

Gente nova no Galo II
A diretoria do Atlético corre para anunciar mais dois reforços que já passaram pelo clube. O volante Zé Luís, que está se desligando do São Paulo e o zagueiro Cáceres, que não vive boa fase e não vem sendo aproveitado no Boca Juniors. Como sua intenção é disputar a Copa do Mundo pelo Paraguai, o defensor tem o desejo de retornar. O Atlético chegou a oferecer U$ 800 mil por 50% do seu passe. O Boca quer U$ 1milhão e 200 mil.

Comentários
COMPATILHAR: