Com o início do ano letivo, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) traz novidades como o aumento da oferta de vagas para o período diurno no Ensino Médio e o funcionamento das novas escolas rurais no padrão casa escola.
A Secretaria de Estado de Educação tomou medidas para fortalecer o Ensino Médio nas escolas de Minas Gerais em 2010. São 516 novas turmas, que vão beneficiar quase 24 mil alunos no Estado, entre estudantes do Ensino Médio regular diurno e da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) no período noturno. Atualmente, a SEE oferece mais de 700 mil vagas no Ensino Médio regular e com o intuito de evitar a evasão escolar, a maioria dessas vagas é ofertada no período diurno. Há uma necessidade de trazer o Ensino Médio para o diurno, porque os alunos chegam cada vez mais novos. Para aqueles que não trabalham, estudar à noite é um dificultador? , explica a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Raquel Elizabete de Souza Santos.
Outra medida para fortalecer o Ensino Médio é a ampliação de vagas nas unidades do Centro Supletivo de Educação Continuada (Cesec). Para 2010, foram criadas sete novas unidades do Cesec e em outras 11 já existentes foi implantado o Ensino Médio, o que vai beneficiar quase sete mil estudantes. No Cesec, o aluno realiza um estudo de forma semipresencial. A SEE também ampliou o número de vagas para Educação de Jovens e Adultos e de escolas que vão oferecer o curso normal que capacita profissionais para atuarem na educação infantil.
Casa Escola
A SEE criou o projeto Casa Escola para atender as populações rurais que vivem em regiões distantes dos centros regionais, em municípios com grandes extensões territoriais e baixa densidade populacional. Em 2010, 42 novas unidades escolares vão começar a funcionar.
As casas escolas são pequenas, com construções típicas das áreas rurais do estado. As turmas, com no máximo 65 alunos, são distribuídas de uma a três salas de aula. Os prédios ainda contam com cozinha e refeitório com despensa, fogão à lenha, fogão a gás, secretaria que pode servir de dormitório, banheiros e varanda. Também são características das construções: o pé direito mais alto, janelas e basculantes estrategicamente instalados para facilitar a circulação de ar. As unidades foram construídas 40 centímetros acima do solo para diminuir o calor interno. Reservatório de captação de água pluvial e instalação elétrica com rede lógica para o uso de internet também fazem parte do espaço.
Até outubro de 2010, 319 obras devem ser concluídas, sendo 152 novos prédios e 167 reformas no padrão Casa Escola. Essas novas unidades vão assegurar que 100% das escolas estaduais de área rural tenham boas condições de funcionamento.
Ensino Fundamental de nove anos
Este é o último ano para que os estados brasileiros se adequem à Lei de Diretrizes e Bases, que prevê a universalização do Ensino Fundamental de nove anos. Minas Gerais, contudo, já recebe 100% das crianças de seis anos do estado nas escolas estaduais e municipais desde 2006. Em 2010, 170 mil novos estudantes vão ingressar na rede pública no primeiro ano do Ensino Fundamental e vão poder colher os frutos de uma educação cada vez melhor. Em 2006, por exemplo, o percentual de crianças da rede estadual que liam e escreviam com autonomia no 3º ano era de 48,7%, já em 2009 esse índice pulou para 72,6%. E para garantir que a qualidade continue em ascensão, a Secretaria de Educação vai encaminhar este ano um guia de novas práticas pedagógicas para todos os professores de 1º a 5º ano do Ensino Fundamental.

Comentários
COMPATILHAR: