Foi aprovada na sexta-feira (18), pela Prefeitura de Belo Horizonte, uma lei que exige que médicos e outros profissionais da saúde usem equipamento de proteção individual apenas dentro do ambiente laboratorial ou hospitalar.
Com isso, médicos, enfermeiras, farmacêuticos, patologistas, entre outros profissionais, só poderão usar seus jalecos, aventais e quaisquer outras vestimentas de proteção enquanto estiverem trabalhando, e nunca no trânsito de um lugar para o outro.
Além dos profissionais, estudantes e estagiários de medicina também são englobados pela lei de nº10.136, de autoria da vereadora Lúcia Scarpelli.
Segundo informações do Diário Oficial, a lei foi sancionada com o objetivo de evitar a contaminação e a propagação de doenças infectocontagiosas. Ela entra em vigor em 120 dias a partir da data publicada.

Comentários
COMPATILHAR: