A Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) teve sua lei aprovada em 2005 e em 2010 já é realidade para muitas empresas. O projeto começou em abril de 2006, quando as empresas, por vontade própria, emitiam notas eletrônicas, em paralelo com as mesmas notas em papel. No entanto, a obrigatoriedade da nota eletrônica acontecerá gradualmente e, até 2012, todas as empresas já devem estar com o sistema implantado.
Segundo a diretora da Inrede Consultoria Empresarial, Daiana Pizzi, este novo sistema trará alguns benefícios para os empresários: redução do custo de impressão, redução da necessidade de armazenamento de papéis, simplificação de obrigações acessórias como o AIDF e redução do tempo de caminhões de frota em postos fiscais. ?Apesar do principal objetivo da Nota Fiscal Eletrônica ser permitir que as transações sejam visualizadas pelo fisco em tempo real, haverá benefícios para os vários setores, inclusive no âmbito ecológico, com a redução de impressão de papéis para Nota Fiscal?, comenta Daiana.
A Nota Fiscal Eletrônica terá a mesma função da Nota Fiscal impressa, só que em formato eletrônico. Tudo é automatizado, o que envolve certificação digital, segurança de dados e sigilo, com isso, o governo passa a ter um controle muito maior das operações e saberá quem vende o que e para quem.
A contadora destaca ainda que, a partir de 2012, devido à implantação da NF-E, não será mais necessário fazer a declaração de Imposto de Renda para Pessoa Física, os contribuintes receberão em suas residências as declarações enviadas pelo governo.

Comentários