O balanço da intermediação de mão de obra nas unidades de atendimento do Sistema Nacional de Emprego de Minas (Sine-MG), relativo ao primeiro trimestre de 2011, apresentou crescimento de todos os indicadores, quando comparados ao mesmo período de 2010. O número de trabalhadores colocados passou de 21.909 para 24.783, um salto de 13%. Já o número de vagas captadas subiu 35%, passando para 69.390. No ano passado, foram captadas 51.167 vagas no primeiro trimestre.
O índice de trabalhadores encaminhados também obteve expressivo aumento, sendo registrada diferença de 35% em relação aos números de 2010. Neste ano, foram realizados 207.611 encaminhamentos entre os meses de janeiro e março, contra 164.730 nos mesmos meses de 2010.
O número de trabalhadores inscritos no Sine-MG também cresceu em relação ao mesmo período de 2010, subindo de 150.732 para 155.126, um aumento de 3%.
Comparativo mensal 2011
No comparativo com o mês anterior, todos os índices também apresentaram saldo positivo. Em fevereiro deste ano, 8.025 trabalhadores foram colocados no mercado de trabalho. Já em março, esse número foi de 9.505, o que representa um aumento de 18%. O percentual de trabalhadores encaminhados também cresceu 3% entre o mês de fevereiro (66.473) e março (68.987).
O número de inscritos nas unidades do Sine e de vagas captadas seguiu a mesma lógica, com aumentos percentuais de 4% e 9%, respectivamente, em relação ao mês anterior. Em março, 52.580 trabalhadores se cadastraram, contra os 50.710 cadastros de fevereiro. Já as vagas oferecidas subiram de 51.167 para 69.390.
Para o secretário de Estado de Trabalho, Emprego e Renda, Carlos Pimenta, os números são o resultado de um grande esforço do Governo de Minas em tornar mais eficazes as unidades do Sine, que são as portas de entrada do trabalhador no mercado de trabalho. ?No ano passado, tivemos bons resultados gerados pelo próprio aquecimento do mercado. Nossa intenção era manter os números anteriores, mas esse balanço nos mostra que estamos com resultados acima da expectativa, e, portanto, continuaremos trabalhando para fazer ainda muito mais?, garante.

COMPATILHAR: