A Assembleia Legislativa de Minas Gerais organizará na quarta-feira (30), em Belo Horizonte uma audiência pública promovida em conjunto com as comissões de Segurança Pública e Direitos Humanos. A solicitação foi feita pelo deputado estadual Antônio Carlos Arantes/PSC, para tratar de assuntos referentes à visita de alguns deputados ao presídio de São Sebastião do Paraíso, ocorrido recentemente, e, ao mesmo tempo, investigar denúncias de uma possível tortura praticada na cidade de Monte Santo de Minas.
Neste município, há suspeitas de que agentes e autoridades locais estejam envolvidas. O deputado Antônio Carlos quer dar a possibilidade de resposta e direito de defesa aos agentes acusados e a própria juíza de Direito da Vara de Execução Criminal da Comarca do município. Segundo ele, a reputação e o trabalho da juíza e dos agentes merecem respeito, o que justificou o pedido da audiência.
Antônio Carlos comentou ainda que São Sebastião do Paraíso já vivenciou momentos críticos com relação a segurança pública, no entanto atualmente esse quadro mudou bastante e para melhor. Audiências realizadas pelo parlamentar e que tiveram o apoio político fundamental do deputado federal Carlos Melles/DEM e do prefeito Mauro Zanin/DEM ajudaram a reverter a situação de criminalidade que tomava conta da cidade e da região.
O deputado promoveu audiências na Secretaria de Defesa Social e junto à cúpula da Polícia Militar. ?Paraíso possui atualmente uma Companhia Independente de Polícia Militar, ganhou mais efetivo no corpo de policiais e minimizou bastante o número de crimes do município. Esses fatos que supostamente ocorreram na cadeia não configuram as mudanças positivas que Paraíso foi submetida com a ajuda do Governo de Minas?, contou o deputado. Este foi o tom do discurso do prefeito Zanin, quando esteve na Assembleia de Minas para comentar o assunto.
Não é a primeira vez que Antônio Carlos realiza uma audiência que discute a segurança no município ou na região, no final do segundo semestre de 2007, Paraíso já havia sediado uma audiência pública que debateu a segurança na zona rural da região Sudoeste do Estado

Comentários