O BDMG prorrogou até 30 de junho o prazo para inscrição de projetos no Novo Somma Urbaniza. Esta linha de crédito financia projetos nas áreas de saneamento, mobilidade urbana e drenagem.
O volume de propostas recebidas e a necessidade de dar mais tempo para a formatação dos projetos fez com que a diretoria decidisse pela prorrogação do prazo encerrado em 15 de março. De acordo com a gerente do Departamento de Infraestrutura e Fundos Estaduais do BDMG, Sarah Laine de Castro, o Novo Somma Urbaniza já recebeu cerca de 300 propostas. A gerente da Divisão de Negócios com Municípios, Juliana Assis Ferreira, disse que uma dúvida recorrente entre os gestores municipais diz respeito ao tipo de projetos cobertos pelo Novo Somma Urbaniza. ?Esta linha é para drenagem, pavimentação e saneamento e permite a solução completa para o município, financiando desde tratamento de água e esgoto até a pavimentação?, afirmou.
O Novo Somma Urbaniza tem juros de 4%, com correção monetária pela TJLP. O valor contratado não poderá exceder R$ 5 milhões por município, dependendo de sua capacidade de endividamento, com contrapartida mínima de 10% do valor do projeto. O prazo para financiamento de obras de mobilidade urbana e drenagem é de dez anos, incluídos até dois anos de carência. Já os projetos de saneamento básico tem prazo de 15 anos, incluídos até três anos de carência. ?Temos um prazo maior para saneamento porque existem estudos que comprovam que investimentos nessa área têm um reflexo imediato na diminuição da mortalidade infantil? explicou Sarah Laine. Para saber mais acesse o site www.bdmg.mg.gov.br.
O BDMG liberou em 2010 mais de R$ 140 milhões para os municípios mineiros. Foram celebrados 240 contratos de financiamentos que beneficiaram 220 prefeituras. O volume maior das liberações foi destinado para aquisição máquinas e equipamentos, um total de 550 nas diversas regiões do Estado.

Comentários