Minas Gerais irá abrigar uma nova fábrica da Coca-Cola – empresa do Grupo Fomento Econômico Mexicano S.A (Femsa), com investimentos da ordem de R$ 250 milhões. O local do empreendimento, que terá 300 mil metros quadrados, ainda não foi anunciado, mas certamente será na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo fontes de mercado, a empresa está analisando pelo menos 40 municípios, num raio de 50 quilômetros da capital. Entre as possíveis sedes estão Itabirito, Brumadinho, Santa Luzia, Lagoa Santa, Raposos, Betim, Pedro Leopoldo e Sabará.
A Coca-Cola ainda está analisando questões técnicas de cada cidade. Quando a nova fábrica ficar pronta, a Coca vai transformar a unidade do Anel Rodoviário em um centro de distribuição e transferir a produção para a nova planta.
O protocolo de intenções de investimento foi assinado, nesta quarta-feira (4) entre a empresa e governo do Estado. O presidente da Coca-Cola Femsa Mercosul, Miguel Angel Peirano conta que ainda estão sendo feitas as análises técnicas das áreas selecionadas. Devemos definir o lugar nos próximos meses. Queremos começar as obras o mais rápido possível, frisa.
Ele diz que o local escolhido levará em conta diversos critérios, dentre eles uma logística adequada, além de oferecer condições para que a fábrica seja sustentável ambientalmente. Peirano estima que a fase de construção leve em torno de um ano e meio, com geração de 500 empregos.
De acordo com o presidente, a planta deve estar em atividade em 2013 e terá, até 2015, capacidade anual instalada de 2,1 bilhões de litros de refrigerantes, que equivale a um incremento de cerca de 47% da atual capacidade da atual planta, que é de 1,4 bilhão de litros.
O investimento é fruto do bom momento da economia aliado ao uso da capacidade máxima de produção da unidade de Belo Horizonte. Iremos atender à demanda crescente do mercado mineiro, diz Peirano.

COMPATILHAR: