À medida que a Olimpíada de Tóquio se aproxima do fim, o Brasil contabiliza as medalhas já conquistas em busca de uma edição vitoriosa. O quadro de medalhas mostra, no momento, 15: quatro ouros, três pratas e oito bronzes. Contudo, mais três medalhas estão garantidas. 

No futebol masculino, o Brasil está na final contra a Espanha. Logo, será ouro ou prata. As equipes vão a campo às 8h30 (horário de Brasília) do próximo sábado. Outras duas medalhas vêm do boxe: Hebert Conceição e Bia Ferreira estão nas semifinais e garantiram, pelo menos, o bronze. Ambos lutam na madrugada desta quinta-feira (horário de Brasília).

Com a somatória, o Brasil fica a duas medalhas de superar a edição com mais medalhas conquistadas. O feito ocorreu no Rio de Janeiro, em 2016, quando o país faturou 19 pódios. E um dos aliados para bater o recorde é o vôlei, esporte que o país chega como potência, tanto no masculino quanto no feminino. 

Ambas as equipes têm pela frente a mesma nação como adversária: a Rússia, contudo em fases diferentes. O feminino joga, nas quartas de final, às 9h30 desta quarta. O masculino, na semifinal, entra em quadra às 1h desta quinta-feira. Ambos os horários de Brasília. 

Outra esperança de medalha é no skate, esporte que já rendeu dois pratas em Tóquio com Kelvin Hoefler e Rayssa Leal, na modalidade street. No park masculino, Pedro Quintas e Pedro Barros vão se apresentar com boas chances de medalha. 

Fonte: Itatiaia

Comentários
COMPATILHAR: