A situação da dengue em Formiga, no primeiro semestre do ano, foi bastante crítica. O município chegou a ter, de janeiro a meados de julho, 4.254 notificações da doença, além da confirmação de 492 casos por sorologia, inclusive casos de dengue hemorrágica. Outros casos ainda estão sendo avaliados de acordo com os sintomas apresentados.
As notícias da doença não estão mais na mídia como antes e as pessoas parecem não estar mais tão preocupadas. De fato, a situação deu uma abrandada, mas os casos de dengue ainda continuam a ser notificados e confirmados, sendo a situação ainda preocupante, pois não é típico nesta época do ano ter ocorrência de dengue. Por isso, as pessoas devem continuar em alerta e fazer a prevenção.
De acordo com a coordenadora do Setor de Epidemiologia, a enfermeira Juliana Castro, houve uma redução significativa no número de notificações semanais. Ela conta que, somente na penúltima semana do mês passado, foram registrados seis casos de suspeita da doença.
?Apesar da diminuição nos números, a situação ainda é preocupante. Em outros anos, nessa época, não tínhamos registro de casos suspeitos?,comenta a coordenadora. Portanto, é necessário que, até dezembro, todo paciente com suspeita de dengue realize a sorologia.
Juliana Castro destaca que o trabalho de campo dos agentes de endemias continua sendo desenvolvido, assim como o bloqueio dos casos notificados. Ela orienta que as medidas preventivas precisam continuar sendo adotadas e que, para que se consiga combater o mosquito transmissor da dengue, é necessária a participação da comunidade, que deve eliminar recipientes com água parada, para que não se transformem em criadouros. Vale lembrar que já se aproxima o período chuvoso, quando os casos de dengue voltam à tona.

Comentários