O CEFET de Formiga agora é Campus, deixando de ser UNED ? Unidade Descentralizada – e conquistando assim mais autonomia. A mudança aconteceu porque a unidade do município faz parte de uma proposta, encaminhada à Chamada Pública do MEC, que forma uma rede de ensino, o Instituto de Educação Federal Tecnológica – IFET Sudoeste. A rede é composta por unidades de ensino de Formiga, Bambuí, Machado, Muzambinho e Inconfidentes.
A proposta aprovada nos últimos dias pode ser consultada no site do MEC (www.mec.gov.br) e será transformada em Projeto de Lei, para ser enviado ao Congresso para votação. O Coordenador do CEFET de Formiga destacou que com a decisão do MEC, a unidade do município já passa a compor o IFET. Ele explicou que a questão administrativa e a autonomia serão ampliadas a partir dessa decisão.
O Coordenador disse que como unidade descentralizada, o CEFET Formiga tinha uma certa autonomia administrativa na área educacional, com estrutura organizacional própria, mas ainda era vinculada ao CEFET BAMBUÍ. Ele explicou que com a elevação a Campus, Formiga passa a ter todas as prerrogativas que o CEFET BAMBUÍ possui hoje como: diretorias sistêmicas, orçamento próprio, um acréscimo no quadro de técnicos administrativos e de professores, autonomia para criar cursos técnicos, de graduação, mestrado e doutorado, desde que atenda às especificações do MEC para cada um.
?Recebi a notícia com muito otimismo, visto que para Formiga é um divisor de águas, porque a população do município e região agora passa a ter acesso à ensino de qualidade e gratuito, desde o técnico até o mestrado e doutorado. Será construída uma nova unidade no bairro Vargem Grande, com cerca de 4800 metros quadrados de construção?, destacou o coordenador.
Na proposta enviada ao MEC, afirma-se que ao se unirem para formar o IFET, as cinco instituições proponentes, todas com reconhecida tradição na formação técnica e tecnológica na área de ciências agrárias, e mais recentemente em outras áreas de conhecimento, tornam claro o avanço que pode ser alcançado no sentido de formar um centro de excelência na educação profissional e tecnológica.
A sinergia criada pela junção de esforços virá com o aperfeiçoamento dos processos de gestão e da troca de experiências no campo do ensino, da pesquisa, da extensão e da cultura. Este Instituto Tecnológico também pode se expandir, em breve, para atender outras áreas do conhecimento, atendendo às necessidades regionais. O Campus Bambuí, por exemplo, observando a demanda regional, poderá ofertar cursos técnicos nas áreas de Mecânica Industrial, Logística e Gestão da Qualidade na unidade de Formiga.
No que concerne à relação entre educação e trabalho, a missão institucional do IFET se orientará pelos seguintes objetivos: ofertar educação profissional e tecnológica, como processo educativo e investigativo em todos os seus níveis e modalidades, sobretudo de nível técnico, reafirmando a verticalização como um dos princípios da instituição; ofertar a educação básica, a licenciatura e bacharelado em áreas em que a ciência e a tecnologia são componentes determinantes, bem como ofertar estudos de pós-graduação lato sensu, profissionalizante e stricto sensu.
Também são metas do Instituto: orientar a oferta de cursos em sintonia com a consolidação, o fortalecimento e as potencialidades dos arranjos produtivos, culturais e sociais, de âmbito local e regional, privilegiando os mecanismos de inclusão social e de desenvolvimento sustentável e promover a cultura do empreendedorismo e cooperativismo, apoiando processos educativos que levem à geração de trabalho e renda.

Comentários
COMPATILHAR: