É completamente descabida, inexplicável, essa decisão do SBT em parar todos os seus programas nos meses de janeiro e fevereiro, por causa das férias.

As escolares e do seu próprio pessoal.

A informação é que isso partiu de uma recomendação do departamento comercial e acatada pela sua alta direção. Daí a opção por uma temporada de reprises, ou “melhores momentos”, o famoso “me engana que eu gosto”.

No fundo, no fundo, isso é se dar a um luxo que não cabe mais no mundo atual. Faz lembrar a televisão do passado. E também passa a certeza que a interrupção obrigatória de tudo na pandemia, com os prejuízos relativos, foi uma lição que não deu em nada.

É meio que paralisar totalmente os trabalhos de uma fábrica qualquer por dois meses. Isso é possível? Como segurar as despesas que não param?

Tudo bem que dar férias é uma obrigação de toda e qualquer empresa, mas existem mil maneiras disso acontecer de maneira diferente, sem causar estragos que serão inevitáveis. Para uma TV, como no caso, só preparar material inédito para o período pode ser uma.

 

TV Tudo

 

Olha o preço

O Grupo Globo resolveu contratar uma série de estrelas e ex-jogadores para comentar a Copa do Mundo nos seus canais. Escolha dela. O problema é que alguns deles não estão prontos para esta tarefa.

O resultado é um constante constrangimento no ar em diversos jogos e programas esportivos.

 

Nada a ver

Essa de querer misturar esporte com entretenimento nos parece uma experiência completamente desastrosa. É nada com nada. Assim como chamar tantos ex-jogadores e treinadores.

Como bem disse Antonio Tabet, algo muito próximo a fazer uma “Central das Eleições” com Aécio, Dilma e Marina em vez de Andréia Sadi e Natuza Neri na GloboNews.

 

O que se percebe

Televisão não é como pelada, jogar a camisa pra cima, vai lá e faz. Nesses programas da Copa do Mundo se observa que faltou uma preparação adequada para esse pessoal, colocados em risco de uma definitiva fritura.

Não é a toa que a ESPN está incomodando o SporTV na audiência em horários fora dos jogos.

 

E outra

Cadê o Léo Batista? A Copa do Catar em jogo não seria uma ocasião das mais propícias para homenageá-lo, conveniente e merecidamente?

Só que não. Pelo menos até agora, nada do Léo. A esperança é que até o meio-dia de 18 de dezembro, ainda tem chão pela frente.

 

De um lado…

Por falar em ESPN, foi implementada há algum tempo a cláusula de exclusividade para o seu casting. Até aí tudo bem. É do jogo.

Porém, em paralelo, foram liberadas ações em redes sociais.

 

… E do outro

O resultado é que agora tem gente da ESPN na Copa do Mundo bancada por empresa ligada ao governo do Catar. Como é que fica a credibilidade para comentar temas como direitos humanos no país? Ou para desenvolver uma crítica ao governo do Catar?

Nos parece uma situação mais delicada do que liberar seus talentos para trabalhar em outro lugar.

 

Estreia

Protagonizado por Camila Queiroz e Klebber Toledo, o filme “Procura-se” chega à plataforma HBO Max nesta sexta-feira.

Fruto da adaptação literária da obra de Carina Rissi, o longa, dirigido por Marcelo Antunez, apresenta Alicia, uma jovem que precisa viver um casamento falso com Max para receber a herança de seu falecido avô.

 

Não parece?

No tempo de escola de muita gente, quando tinha alguma encrenca na classe, logo vinha a ameaça: “vou te pegar lá fora”.

É mais ou menos o que está acontecendo entre algumas participantes de “A Fazenda”, como Deolane, Babi e Pétala. Estão se intimando o tempo todo.

 

Meio estranho

Copa em jogo, várias rádios de São Paulo com direitos adquiridos, mas só Transamérica e Energia têm se preocupado em transmitir praticamente tudo.

Inclusive, Suíça e Camarões, ontem de manhã, jogo do grupo do Brasil. Outras como Band, CBN, Jovem Pan e BandNews nem aí. Como diz um amigo, o critério é não ter critério.

 

Recado do Luís

Luís Roberto, direto do Catar, disse que está quietinho no quarto, atendido por médicos do Brasil e de lá. Remédios, inalação e litros de água como rotina diária.

Quase pronto para voltar à ativa.

 

Missão cumprida

Nicole Rosemberg, a Maya na série “Reis” desde a segunda temporada, se despediu das gravações nesta semana.

Vale lembrar que em 2021 a jovem atriz foi a vencedora do prêmio Bibi Ferreira, de Revelação, pelo trabalho no musical “Zorro – Nasce um lenda”.

 

Bate – Rebate

· Record está em busca de uma atriz adolescente para a personagem Maaca, em “Reis”.

· Maisa Silva na Globo: tem gente jurando que sim, em 2023.

· Erick Jacquin será o convidado do Rafael Cortez, neste sábado, no “Matéria Prima” da Cultura.

· Carla Diaz já encerrou seus trabalhos nas filmagens de “Rodeio Rock”

· “Altas Horas”, do Serginho Groisman, neste sábado, na Globo, vai homenagear Erasmo Carlos.

· A final do Free Fire World Series, o Mundial de Free Fire, que reúne as 17 melhores equipes de todo o planeta, será transmitida ao vivo neste sábado, às 11h, pela Rede TV!…

· … Neste ano, a última etapa do campeonato ocorrerá em Bangkok, na Tailândia, e contará com a participação de dois times brasileiros.

· “Encantado’s”, no Globoplay, tem um elenco da mais alta categoria…

· … Tony Ramos, Luís Miranda, João Côrtes e tantos outros. E com desempenhos muito bons.

 

C´est fini

Está havendo um cuidado muito grande em torno dos preparativos, no entanto parece que já existe a certeza de que o esporte da Paramount, aqui no Brasil, terá como sede as antigas instalações do Fox Sports, no Bixiga, em São Paulo.

Um certo movimento já é observado no local.

 

 

Comentários
COMPATILHAR: