A Biblioteca Pública Municipal Dr. Sócrates Bezerra de Menezes divulga a resenha do livro ?A cura de Shopenhauer? do autor Irvin D. Yalom. A indicação faz parte do projeto ?No meio do caminho tem um livro?, que tem como objetivo estimular a leitura e divulgar o acervo da biblioteca.
O que buscar em uma obra que tem o nome de um dos filósofos mais controvertidos da história? Yalom, nesta obra, em um enlace, une de uma só vez: literatura, filosofia e psicanálise, de tal forma que consegue seduzir os leitores com um livro que intercala um pouco da história propriamente dita de Schopenhauer com os dramas da existência humana.
Resenha
A história apresentada é de Julius Hertzfeld, renomado psiquiatra e defensor da terapia em grupo. Ele descobre que lhe resta apenas um ano de vida devido a um câncer incurável. Abalado, faz uma avaliação de sua carreira e depois de perceber que ajudou muitos pacientes, se depara com seu maior fracasso, Philip Slate, um viciado em sexo.
Contudo, ao procurar Philip, descobre que ele se doutorou em filosofia e se curou de seu vício por meio de seus estudos de Schopenhauer. Julius convida Philip para participar de seu último grupo de terapia. Nesse ínterim, diversas situações conflitantes no grupo geram discussões existenciais que obrigam Philip e Julius a buscar novos sentidos para a vida.
Assim, de um lado, o autor contrapõe um ex-paciente que auspicia uma mente pacífica como método de cura, de outro, um profissional que buscou nas tormentas, um sentido de vida. Caminhos opostos que se encontram e nos presenteiam com novas formas de se pensar a nossa própria vida nos mostrando que o diferente nem sempre é o oposto, mas uma forma de se aprender aquilo que não somos ou não conseguimos ser. Dessa forma, Yalom nos leva a enveredar pelos labirintos das interações humanas, abordando a beleza dos verdadeiros encontros que estranhamente se estabelecem nos desarranjos da vida.

COMPATILHAR: