As denúncias por nós formuladas na edição 531, de 20/04/07 e que culminaram na
abertura da ?CPI do Buraco?, já estão devidamente comprovadas por quem de direito.
Mais uma vez o jornal acertou na mosca! A elas outras se somaram, inclusive, por
iniciativa de membros do próprio PT. Nós (Imprensa) e a Câmara fizemos (e bem!) a
nossa parte. Agora só nos resta aguardar os trâmites legais, torcendo para que os
cofres públicos sejam ressarcidos e os culpados, penalizados na forma da lei

CPI do SAAE – (CPI do Buraco) – conclui a fase de oitivas e seu presidente (Gonçalo Faria), passa ao relator (Maurício Ribeiro), nada menos que 5 volumes e outros apensos, contendo os depoimentos e comprovantes que levaram o presidente a anunciar que as três denúncias averiguadas (objeto da CPI), se mostraram procedentes.
1 ? Houve por parte do SAAE, uso indevido de máquinas, equipamentos e de mão de obra da autarquia, no atendimento de interesses particulares do senhor Gilmar Monteiro, ex-tesoureiro do PT, em loteamento de sua propriedade, localizado nas proximidades
da Lagoa do Fundão;
2 ? Conduta idêntica foi comprovada quanto a denúncia que tornou pública a construção de uma piscina no município de Pedra do Indaiá para outro empresário formiguense;
3 ? Comprovou -se também o desvio de recursos financeiros subtraídos do caixa do SAAE por funcionário da autarquia, que prestava serviços no caixa recebedor instalado
no andar térreo da Prefeitura.
O vereador Maurício Ribeiro, relator da comissão, se mostrou inconformado com a falta e providências administrativas mais enérgicas por parte do Executivo e disse que, uma vez concluídos os trabalhos do Legislativo, encaminhará o processo ao Ministério Público. Este por sua vez, assim entendendo, o remeterá ao Judiciário para que a Justiça se faça e o erário seja ressarcido dos prejuízos comprovados.

Comentários