O Cruzeiro é o líder isolado do Campeonato Brasileiro com um aproveitamento de 100% até o momento e ainda não sabe o que é sofrer gol na competição. Os comandados de Adilson Batista não tomaram conhecimento do adversário e golearam impiedosamente o Santos, por 4 a 0, no Mineirão. Os gols de Wagner, Maicosuel e Guilherme (2) colocaram a Raposa no topo da tabela com 9 pontos ganhos.
A vitória sobre o Peixe deixou o torcedor do Cruzeiro animado para o restante da competição. O atacante Guilherme mostrou que pode ser o homem-gol da Raposa, já que o artilheiro Marcelo Moreno está deixando o clube. Outro fator que motiva os torcedores celestes foi a boa estréia do jovem Jajá. O jogador ganhou a vaga de Jonathas e foi o autor de boas assistências durante a partida, além da boa movimentação enquanto esteve em campo.
A partida foi uma das melhores do campeonato até agora, com uma grande exibição azul no Mineirão. Mesmo eliminadas da Libertadores, as duas equipes mostraram porque disputaram a competição continental. Com muita técnica e boa disposição, Cruzeiro e Santos protagonizaram grandes jogadas e levaram os espectadores ao delírio a cada chance perdida.
O jogo começou muito movimentado com as duas equipes jogando com bastante velocidade e buscando o gol a todo momento. com Jajá na vaga de Jonathas, o técnico Adilson Batista surpreendeu o Peixe que esperava a presença de um atacante de área.
Com isso, as melhores jogadas da Raposa saíram dos pés do jovem artilheiro do Campeonato Mineiro. Numa delas, aos 18min, Jajá deu belo passe para Guilherme abrir o marcador, de bico, sem chances para Fábio Costa. O atacante já havia perdido uma ótima oportunidade que o goleiro santista defendeu como pé. O meia Wagner também perdeu duas chances claras de gol e parou na trave.
O Peixe também teve boas chances de igualar o marcador logo no primeiro tempo, com Molina, que de frente para o gol, mandou para fora, e Kleber Pereira, que foi impedido de marcar pelo goleiro Fábio.
Goleada. No segundo tempo, o Cruzeiro não deu chances ao time de Leão e dominou completamente a partida. Com boas atuações de Guilherme e Wagner, a Raposa foi com tudo em busca da ampliação do placar e conseguiu. Guilherme recebeu na área, driblou o zagueiro e chutou forte. No terceiro gol, Wagner recebeu lançamento e tocou na saída de Fábio Costa.
O golpe final veio dos pés de Maicosuel que avançou pelo meio com velocidade e só desviou do goleiro santista para fechar a goleada azul.
A Raposa volta a jogar no Brasileiro no próximo domingo, contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.
Vestiários. O clima após a partida era o melhor possível no vestiário cruzeirense. O estreante Jajá era um dos mais animados com a bela vitória e com sua atuação. O jogador deixou o campo com a torcida gritando seu nome.
É muito gostoso sair de campo reconhecido pelo bom trabalho. Concentrei-me bastante e acabei ajudando meus companheiros a construir essa grande vitória, avaliou.
Perguntado se a boa exibição garantiria a camisa 9 do Cruzeiro, o atacante jogou a definição para o treinador. Deixo para o Adilson responder.
Para o meia Wagner, a vitória foi de todos os jogadores. Todo mundo que entrou conseguiu dar o seu máximo. O Maicosuel entrou e ajudou, o Jonathan entrou e deu passe. Estamos provando que estamos união e muita força a cada dia, explicou o meia, que homenageou seu primeiro filho, que tem três meses de gestação após marcar seu gol.
Adilson Batista analisou a goleada da equipe. O time soube pressionar no momento certo e aproveitou as várias chances criadas, principalmente, no segundo tempo. Foi uma vitória justa e o grupo está de parabéns, disse.

Comentários