Se depender dos goleadores que estarão em campo diante do San Lorenzo e do retrospecto da equipe em seus domínios, o Cruzeiro tem grandes chances de conseguir uma vitória por um placar elástico e, conseqüentemente, conquistar a vaga na segunda fase e garantir o primeiro lugar no grupo 1 da Copa Libertadores.
A equipe celeste já marcou sete gols nessa fase de grupos do torneio, sendo que seis foram como mandante. Na pré-Libertadores, diante do Cerro Porteño, o Cruzeiro fez mais três, justamente a média de gols da equipe atuando dentro de casas. Os artilheiros do time na competição são o atacante Marcelo Moreno e o volante Ramires.
O companheiro de Moreno no ataque, o jovem Guilherme, também já balançou as redes mais de uma vez. Ele fez dois gols, um na vitória sobre o Caracas outro contra o Real Potosí, da Bolívia. Apartida contra o San Lorenzo terá um gosto especial para o boliviano Marcelo Moreno. Dos quatro adversários que o Cruzeiro enfrentou até agora na competição continental, o time argentino é o único que não sofreu gols do artilheiro boliviano.
Nos seis confrontos da equipe celeste pelo torneio sul-americano, o centroavante só passou em branco no empate em 0 a 0 com o San Lorenzo, em Buenos Aires, pela segunda rodada da fase de grupos. O atacante anotou dois gols na fase seletiva da competição, contra o Cerro Porteño.
Na primeira rodada da fase de grupos, ele abriu o caminho da vitória celeste, sobre o Real Potosí, no Mineirão. Depois, no confronto contra o Caracas, em Belo Horizonte, Moreno fechou o placar de 3 a 0.
No único gol cruzeirense fora de casa na fase de grupos, o boliviano fez o gol de empate da Raposa diante do Caracas, na Venezuela. Moreno terá novamente os argentinos pela frente e tentará furar o bloqueio dos argentinos.
Não vou prometer, mas vou tentar fazer. De qualquer jeito temos que criar jogadas para fazer esse gol, afirmou o atacante. Além de tentar marcar contra o San Lorenzo, Moreno travará um duelo à parte com o companheiro de time Ramires na artilharia da Copa Santander Libertadores.
A gente é um grupo e não importa quem marque para ajudar o Cruzeiro. Agora, se o Ramires me passar na artilharia a gente vai conversar fora do campo, brincou o atacante. Apesar de ter o melhor ataque da chave 1, os gols do Cruzeiro seguem concentrados em apenas quatro jogadores.
Além de Guilherme, Ramires e Marcelo Moreno, o zagueiro Thiago Heleno também assinalou ainda na fase pré-Libertadores, contra o Cerro Porteño.

Comentários
COMPATILHAR: