Vem chegando o verão… Isso é verdade no calendário e na bela balada-rock de Renato Rocketh celebrizada por Marina Lima, pois na prática não precisamos esperar até 21 de dezembro. Sim, o verão já chegou, com todo mundo derretendo de vontade de aproveitar as férias de virada de ano. É claro que nossos companheiros e amigos caninos estão dentro.
Um calor no coração… No corpo todo, isso sim, especialmente os caninos, cuja temperatura normal é mais elevada que a nossa e os torna mais sensíveis ao clima quente. Se seu cão latir e ofegar muito, ele pode estar dizendo no idioma dele aquela frase que ouvimos de vez em quando: Mas está calor, hein? Portanto, não se esqueça de aliviá-lo e de cuidar para que ele não venha ou volte a sofrer com o clima quente.
Mantenha a tigela do canino sempre cheia de água fresca (e na sombra) e, ao levá-lo a passeio, leve uma garrafinha especial de água para ele; em viagens e passeios mais longos, um recipiente dobrável para água também é indispensável. Se o calor estiver mesmo daqueles, uma bandana úmida ou deixada no freezer em volta do pescoço do peludo vai bem. Em casa, as piscininhas das crianças são ótimas também para os caninos – mas, se a piscina for de verdade e meio grande, o cão deverá estar bem treinado para entrar e sair, pois ele pode nadar demais e afundar de cansado. Sempre comparo cães a crianças pequenas; pois bem, não se larga um bebê, humano ou canino, totalmente sozinho numa piscina.

COMPATILHAR: