Informações sigilosas dos estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vazaram na internet, na terça-feira (3), no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização da prova.
Os dados disponíveis no site eram de estudantes inscritos nos exames de 2007, 2008 e 2009. Foram exibidas informações como nome, RG, CPF, notas e número da matrícula, que deveriam ser mantidas em sigilo.
Assim que foi constatado o erro, houve a correção. O Ministério da Educação afirma que vai apurar o que houve e já admite até a possibilidade de demissão dos responsáveis Ainda segundo o órgão, a falha não compromete o resultado das três últimas edições do exame.

Comentários