Redação Últimas Notícias 

Os casos de dengue em Formiga têm aumentado rapidamente. A cidade está em alto risco para infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus.

Até a semana passada, Formiga contabilizava 690 notificações de casos prováveis de dengue. Devido à grave situação, a administração municipal decretou, na sexta-feira (3), situação de emergência em saúde. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a infestação do Aedes aegypti que estava concentrada em 11 bairros, hoje ocorre em toda a cidade.

Ainda segundo a secretaria, diversas ações estão sendo realizadas para controlar o índice de infestação do vetor, mas a pasta ressalta que a falta de colaboração da população tem dificultado a luta contra a dengue.

O grande número de lixo e entulho descartados em áreas inapropriadas é o principal obstáculo da Secretaria de Saúde. Um lote sujo localizado na rua Leonida Soares , no bairro Água Vermelha é um exemplo disto.

Uma grande quantidade de entulho foi descartada no local que ainda não foi alvo dos mutirões de limpeza realizados pelo Setor de Endemias. Diversos moradores da via já foram acometidos pela dengue e a situação do local preocupa os moradores. “Estamos desesperados, os casos de dengue na rua e na região só aumentam e não sabemos mais o que fazer”, disse um morador.

Segundo os moradores o lote não é murado, o que facilita o descarte ilegal de lixo no local.

Fotos: Reprodução/WhatsApp

A situação se repete em outras regiões da cidade. Apesar de o município ter lei específica que obriga os proprietários de lotes a manter os imóveis limpos e murados é grande o número de lotes sujos na cidade. “A população tem sua parcela de culpa na proliferação do mosquito, mas a Prefeitura que não realiza uma fiscalização mais eficiente também tem a sua. Na minha rua, por exemplo, existem cerca de 10 lotes todos sujos, disse um morador do bairro Novo Horizonte.

Lote no bairro Novo Horizonte (Foto: Reprodução WhatsApp)

Comentários