O dia de São Francisco de Assis é celebrado nesta quarta-feira (4), Canonizado pelo papa Gregório IX dois anos depois de sua morte, Francisco de Assis foi um religioso italiano, fundador da Ordem dos Franciscanos. Além disso, é conhecido como santo protetor dos animais e padroeiro da ecologia. Por isso, neste dia 4 de outubro também se celebra o Dia Mundial do Animal e o Dia do Médico Veterinário.

História e origem de São Francisco de Assis

São Francisco de Assis nasceu no ano de 1182, na cidade Assis, na Itália, e é um dos mais importantes santos da Igreja Católica. Seus ensinamentos e sua história de transformação e compromisso com Cristo impressionam e inspiram até hoje.

Ele era filho de Pedro Bernardone, um rico comerciante, e Pia, de família nobre da Provença.  Antes de ser canonizado, menos de dois anos após sua morte, pelo Papa Gregório IX em 1228, como São Francisco de Assis, era conhecido pelo nome de Giovanni di Pietro di Bernardone, mas chamado pelos pais de “Francesco”, provavelmente devido à origem francesa da família.

Na juventude, Francisco era muito rico e esbanjava dinheiro com ostentações. Porém, os negócios de seu pai não lhe despertaram interesse, muito menos os estudos. Foi apenas após se juntar ao Exército e ir para a Guerra que despertou o interesse pela vida religiosa. Começou a sua nova vida como pedreiro, reconstruindo muitas igrejas, passou a ser missionário e dedicou-se a formar a Terceira Ordem dos Franciscanos.

Em 1224, São Francisco vivenciou o evento mais marcante de sua vida. Enquanto estava em oração no Monte della Verna, ele experienciou o fenômeno religioso conhecido como estigmatização, que envolve o aparecimento espontâneo de ferimentos nas mãos, nos pés e no lado direito do corpo, de maneira semelhante às chagas de Cristo na crucificação. A partir desse momento, São Francisco carregou os estigmas pelo restante de sua existência. Esse episódio é considerado o primeiro e único registro de estigmatização celebrado liturgicamente pela Igreja Católica Romana, ocorrendo em 17 de setembro.

São Francisco faleceu em 3 de outubro de 1226 e, dois anos depois, o Papa Gregório IX, seu patrono e amigo, o canonizou.

Por que São Francisco é protetor dos animais?

Segundo a história, em um momento de oração na capela de São Damião, em Assis, São Francisco recebeu o chamado divino: “Vá, Francisco, e restaure Minha Casa”. Ele então abdicou de todos os seus bens materiais e dedicou-se ao serviço da Igreja e dos menos afortunados. Ao renunciar à riqueza e à vida vazia, São Francisco nos ensina a importância de abandonar as vaidades humanas e abraçar a simplicidade para se aproximar de Deus e viver conforme o Evangelho.

Além disso, São Francisco de Assis promovia o afeto por todas as criaturas de Deus, incluindo a natureza e os animais, tratando-os como se fossem seus próprios irmãos e até mesmo dirigindo palavras de ensinamento a eles. Existe uma história que relata como os pássaros o cercavam e pareciam reagir às suas palavras.

Devido à sua crença de que o amor de Deus se estendia a todas as formas de vida, tanto humanas quanto não humanas, São Francisco é celebrado como o defensor dos animais e o padroeiro da ecologia. Através de seu exemplo, aprendemos a valorizar a beleza, equilíbrio e perfeição da natureza, bem como a tratar os animais com respeito invariável.

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: