Consumidoras exigentes, as mulheres têm muito que comemorar no dia 8 de março, uma vez que, nos últimos sete anos, o aumento médio dos preços de produtos e serviços para o público feminino subiu menos que a inflação observada pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) entre fevereiro de 2004 e fevereiro de 2010. A cesta de consumo do público feminino é muito variada, mas há itens que não podem faltar no guarda-roupa da mulher moderna.
Para uma pequena amostra deste universo foi verificado o comportamento médio dos preços neste período. Ao analisar cada produto, o economista André Braz, da FGV, constatou que, nos últimos 12 meses, houve alta acima da inflação para esmaltes (12,49%), vestidos e saias (6,99%), cintos e bolsas (6,53%), blusa feminina (6,04%) e salão de beleza (5,37%).
Por outro lado, abaixo da inflação variaram os preços dos aparelhos celulares (-8,34%), agasalhos femininos (-5,09%), sandálias femininas (-2,40%), conjunto feminino (-1,06%) e sapatos femininos (0,82%). Produtos tecnológicos ? muito consumidos por este público ?, como laptops e netbooks (que integram o item ?computadores?) apresentaram queda de 29,69% entre 2004 e 2010.

Comentários
COMPATILHAR: