Começa nesta segunda-feira (8) a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra o vírus influenza A (H1N1). Até o dia 19 de março, profissionais da saúde e povos indígenas que vivem em aldeias serão imunizados contra a nova gripe.
O Ministério da saúde estima que, nesta primeira fase, 1,9 milhão de trabalhadores de serviços de saúde e 566 mil índios sejam vacinados. A vacinação será gratuita e dividida em cinco etapas, conforme o público-alvo
O calendário é o mesmo em todo o Brasil, e os locais e horários de vacinação serão definidos pelas secretarias de saúde de cada estado. Para ser vacinado é necessário pertencer a algum grupo indicado pelo ministério. É preciso levar ao posto de vacinação o RG e a carteirinha de vacinação. O medicamento é contra-indicado a quem tem alergia a ovo.
Em Formiga
A vacinação em Formiga haverá um pequeno atraso no calendário. De acordo com a chefe do setor de epidemiologia, Juliana Castro, a Gerência Regional de Saúde informou que há um atraso no envio da vacina para o município. Em razão disso, a vacinação deverá começar nesta terça-feira (9).
O primeiro grupo que receberá a vacina será o de profissionais da área de saúde. Em Formiga, será montado um ambulatório na Secretaria Municipal de Saúde para atender o grupo. As outras pessoas receberão a vacina de acordo com o calendário estipulado pelo Ministério da Saúde e devem procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Pessoas com problemas crônicos, que serão vacinadas, são as que apresentam problemas do coração, pulmão, fígado, rins e sangue; diabéticos, pessoas com debilitação do sistema imunológico e obesos grau 3 – os antigos obesos mórbidos. Os idosos serão imunizados para a influenza sazonal, como todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, receberão também a vacina contra a gripe pandêmica. A estratégia foi elaborada de forma que a população dessa faixa etária se dirija aos locais de vacinação apenas uma vez.
A vacina é contra indicada em casos de alergia grave às proteínas do ovo ou a outro item de sua composição. Em caso de dúvida, o paciente deve avaliar junto ao médico a indicação para ser imunizado.

Comentários
COMPATILHAR: