A Polícia Federal de Divinópolis informa que os dois homens presos com notas falsas em Bom Despacho agiam na região Centro-Oeste e em diversas partes de Minas Gerais. De acordo com os suspeitos, as cédulas falsas seriam distribuídas em todo Estado. Com os acusados foram apreendidos também vários recibos de depósitos de quantias que variam de R$500 a R$1 mil. Isso porque eles faziam compras em mercadorias de valor em torno de R$15 e recebiam o troco. Quando eles conseguiam trocar cerca de 10 cédulas, depositavam todo o troco em uma conta bancária. Foram feitos depósitos nas cidades de Belo Horizonte, Pompéu, dentre outras.
Todas as cédulas falsas são de R$100 e a falsificação é de boa qualidade. Os suspeitos alegaram que adquiriram as cédulas na proporção de 1 para 6, ou seja, pagavam R$100 verdadeiros para receber R$600 falsos.
Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, um comerciante lesado teria feito a denúncia e, em seguida, um veículo Gol, em alta velocidade, teria passado pela barreira na rodovia 164, onde foi perseguido e detido pelos policiais militares.
Várias notas foram encontradas no interior do carro e os suspeitos informaram que outras cédulas falsas estariam escondidas em um quarto de hotel na cidade de Pompéu. Os policiais militares se deslocaram para o referido hotel e uma quantidade superior a R$80 mil em cédulas falsas foi encontrada.
Os dois homens foram levados para a delegacia da Polícia Federal em Divinópolis e, posteriormente, encaminhados para o Presídio Floramar, na mesma cidade, onde vão responder pelo crime de moeda falsa, art. 289 do Código Penal, perante a Justiça Federal, podendo ser condenados de 3 a 12 anos de prisão e multa.
A Polícia Federal alerta aos comerciantes sobre o aumento na falsificação de cédulas de R$100, que passaram a ter uma maior circulação no mercado. Um dos elementos de segurança que pode ser facilmente verificado é o registro coincidente, que pode ser constatado colocando a cédula de frente à luz. O desenho da estrela na nota aparece completo. Assim, o desenho que está do lado de trás da nota casa certinho com o que está na frente. Também é importante passar os dedos sobre a nota e sentir que o papel é mais áspero do que o papel comum.

COMPATILHAR: