Um caso de traição conjugal terminou em homicídio em Marília, interior de São Paulo. Um coronel reformado da Polícia Militar descobriu que sua mulher, também policial militar, o traía. O oficial, de 57 anos, é dono de um motel na cidade e o amante da esposa era seu funcionário.

O homem atirou três vezes contra o funcionário, quando chegava para trabalhar no motel na manhã de 31 de outubro. O caso só foi divulgado somente agora semana pela policia. 

“A motivação foi passional. A vítima mantinha um relacionamento com a esposa do oficial, o que ficou comprovado inclusive no depoimento dela, que também é policial militar”, afirmou o delegado seccional Wilson Frazão à imprensa.

Segundo o coronel, ele agiu após o funcionário aparentar carregar uma arma. Em depoimento, ele afirmou que o homem chegou a esboçar reação de sacar o revólver. Neste momento, ele disparou. Não há informações se a esposa estava no local. 

Fonte: Estado de Minas

Comentários
COMPATILHAR: