O rei radioamador

 No dia 8 de fevereiro de 1999, pessoas de todo o mundo lamentavam a perda do estadista Rei Hussein da Jordânia. (O monarca de 63 anos sofria de câncer linfático). Muitos porém, lamentavam também, a falta que fazia o Rei, como radioamador Hussein Bin Talal, JY1.

Nascido em 1935, membro da família real Hachemita (descentes diretos de Maomé), Hussein passou ileso por vários atentados, resultados da política entepestiva do Oriente Médio. Num deles, viu o seu avô morrer ao seu lado. Seu pai Talal foi impedido de assumir a coroa por problemas de sanidade mental e Hussein assumiu o trono com 18 anos. O seu governo  (que durou 47 anos) buscou as melhores alternativas políticas e econômicas para um país de 4,4 milhões de habitantes, ocupando uma extensa e desértica área de 97.470 Km2 entre a Arábia Saudita, Iraque, Síria e Israel.

Hussein passou por muitos problemas devido a antiga área de seu reino, a Cisjordânia (WEST BANK – Palestina), foi ocupada pelos israelenses. Anos após, negou a sua soberania sobre a Csisjordânia, referendando o desejo árabe de independência para a Palestina, bem como reconheceu o Estado de Israel. Neste ponto, foi personalidade importante para o acordo de paz entre palestinos e israelenses (atualmente em confronto).

Com o tempo, Hussein foi caracterizado pela hábil diplomacia a favor da paz.

Natural foi a sua atração pelo radioamadorismo. Declarado entusiasta da atividade, Hussein estava envolvido com a RJRAS (Royal Jordanian Radio Amateur Society, similar a LABRE – Liga Brasileira de Radio Emissão), onde participava das reuniões, incentivava o ensino do radioamadorismo e foi editor de vários diplomas. Na ARRL (Amateur Radio Relay League) era “life member” (membro vitalício). O presidente executivo da ARRL, David Summer, disse que Hussein “foi um entusiasmado radioamador que nos deu suporte para obter as novas bandas (30-17-12 metros) na WARC de 1979 (World Administrative Radio Conference)… o suporte jordaniano para o serviço de radioamador estava muito em evidência e foi um elemento crucial do nosso sucesso”.

Em 1995, Hussein incentivou e operou (para a surpresa dos demais participantes, do ”field day” – dia de campo) a estação jordaniana e israelense JY74X (combinação de JY7, indicativo jordaniano e 4X, indicativo israelense) no Monte Nebo (mencionado na Bíblia – Deuteronômio, como o local onde Moisés viu a Terra prometida).

Hussein também apreciava as comunicações radioamadoras via satélite. Declarou no filme “The World of Amateur Radio” que o ponto alto da sua atividade como radioamador foi contatar o astronauta Owen Garriot – W5LFL (Owen Garriot, foi um astronauta norte-americano que participou dos programas Skylab e Spacelab, estações espaciais dos Estados Unidos em órbita terrestre nas décadas de 1970 e 1980), a bordo do ônibus espacial Colúmbia.

Nas suas viagens para os Estados Unidos (EUA), onde tratava do seu câncer, Hussein esteve ativo no rádio, inclusive “móvel aeronáutico”.

Muitos colegas do Brasil tiveram a chance de contatar o Rei Hussein. Muitos consideram o QSL de JY1 (Um cartão QSL é uma confirmação escrita de uma radiocomunicação bidirecional entre dois radioamadores ou estações da faixa do Cidadão – PX), como um dentre os mais importantes de suas coleções.

Foto: Rei Hussei – JY1 – divulgação

Foto: Rei Hussei – JY1 – divulgação

Fonte: Livre adaptação pessoal de Alexandre Dezem Bertozzi, Revista QTC Magazine, Ano 40 – Nº 1 – Março Abril 99 e 73 Amateur Radio, January 1990.

 

COMPATILHAR: