Espeleólogos de várias partes do país estiveram em Pains, no fim de semana do dia 7 de Setembro. Esta foi a primeira visita realizada por representantes da Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE) e foi motivada por um ciclo de oficinas de práticas espeleológicas no município de Pains, cujo território possui uma das maiores concentrações de cavernas do Brasil.
Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, a atividade foi organizada pela SBE com o apoio da Prefeitura Municipal de Pains, do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema), e Espeleogrupo Pains (EPA), sendo uma atividade conjunta entre a Seção de Educação Ambiental e Formação Espeleológica (SEAFE) e a Comissão de Expedições (SBE).
A intenção é implantar um programa de formação continuada em espeleologia e, ao mesmo tempo, discutir o formato de cursos da Escola Brasileira de Espeleologia (eBRe), testando algumas propostas iniciais.
Entre os objetivos da atividade estão a integração dos grupos filiados à SBE e a motivação e capacitação dos associados.
O primeiro contato da SBE com o município de Pains para a realização das oficinas surgiu com a moção de apoio à criação do Monumento Natural Jardim do Éden, entregue este ano no 30º Congresso Brasileiro de Espeleologia, em Montes Claros.
Pela paisagem cárstica, presente no Livro Grutas e Cavernas,que foi lançado recentemente, o apoio do poder público municipal e a visita da comunidade espeleológica, o EPA pretende candidatar o município para sediar o 31º Congresso Brasileiro de Espeleologia, que acontecerá em 2011.

Comentários