O Mundial de Clubes da Fifa deverá ser o primeiro grande tema da mídia esportiva na questão de direitos de transmissão em 2023. A edição ainda referente a 2022, que terá Flamengo e Real Madrid como principais destaques, estará em disputa no mercado com dois pacotes diferentes, um para canais abertos e outro para plataformas pagas.

Além da possibilidade de disputas individuais pelos dois pacotes, foi dada a opção para qualquer empresa, seja dona de canal aberto ou fechado, fazer uma oferta que contemple todos os direitos também. A Fifa escolheu a LiveMode para negociar o Mundial de Clubes no mercado brasileiro.

A empresa já foi parceira da entidade nas transmissões da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, quando produziu os 64 jogos exibidos pelo streaming Fifa+, além de fechar acordo por 22 partidas transmitidas no YouTube e na Twitch pelo streamer Casimiro Miguel.

Segundo a coluna apurou, os principais grupos de comunicação com operação no Brasil já receberam um convite para apresentarem as propostas pelo torneio, que na última edição foi transmitido com exclusividade pelos canais do Grupo Bandeirantes.

A Band foi dona por cerca de seis meses, entre fevereiro e agosto, da maior audiência do futebol em São Paulo na temporada 2022, marcando 28 pontos de média na decisão entre Palmeiras e Chelsea, quando o time inglês ficou com a taça. Esse número só foi superado quando a Copa do Brasil atingiu as fases mais agudas com o Corinthians na Globo jogando no horário nobre da emissora.

Agora, a briga pelos pacotes de transmissão do Mundial de Clubes deve ser bastante disputada. As informações apuradas confirmam que o interesse cresceu por causa da expectativa por uma final entre Flamengo e Real Madrid, atuais campeões da Libertadores e da Champions League.

Na semana passada, o colunista Marcel Rizzo já havia informado que na TV aberta o torneio desperta a atenção da Globo, do SBT e da Band. Esta coluna apurou que a Record também foi convidada a participar da disputa.

Nas mídias pagas, a expectativa das fontes ouvidas por esta coluna é de uma concorrência ainda maior, já que o setor ficou aquecido nos últimos anos com as compras feitas por Disney e Paramount na Libertadores e Sul-Americana, pela Warner na Champions League, e ainda há o Grupo Globo operando os canais sportv na TV por assinatura, além da Amazon, que entrou como parceira da Globo na Copa do Brasil em 2022.

A competição de clubes será realizada no Marrocos entre 1º e 11 de fevereiro. Além de Flamengo e Real Madrid, que entram diretamente nas semifinais, o torneio tem confirmados como participantes o Al-Hilal, da Arábia Saudita, o Wydad Casablanca, do Marrocos, o Seattle Sounders, dos EUA, o Auckland City, da Nova Zelândia, e o Al-Ahly, do Egito.

Fonte: O Tempo

Comentários
COMPATILHAR: