Durante o primeiro semestre do ano, os alunos do 7o período do curso de Fisioterapia do UNIFOR-MG realizam estágio extracurricular em Fisioterapia Desportiva junto aos jogadores do Vila Esporte Clube. A parceria com o time existe desde o primeiro semestre de 2008.
As atividades desenvolvidas pelos estudantes junto aos atletas são coordenadas pelo supervisor do estágio extracurricular em Fisioterapia Desportiva, Prof. André Carvalho Costa.
De acordo com o professor, o trabalho com os jogadores segue um processo que tem início com uma avaliação fisioterapêutica para identificar as necessidades individuais de cada atleta, considerando posição do jogador em campo, idade, força, flexibilidade, postura, funcionalidade, histórico de lesão, entre outros aspectos. A partir dessa avaliação, são traçados os objetivos e a conduta terapêutica que será utilizada. Nessa conduta, geralmente, são realizadas atividades de alongamentos, exercícios de ativação do padrão de movimento correto, de estabilidade, de resistência e força, coordenação, agilidade e funcionalidade, explicou o Prof. André.
As categorias Mirim, Infantil, Juvenil e Juniores são assistidas pelos estagiários. O trabalho tem como principais objetivos: prevenir possíveis lesões que os atletas possam desenvolver; promover a saúde; reabilitar jogadores que estejam lesionados ou que possam vir a se lesionar; e avaliar possíveis desequilíbrios musculares, alterações posturais e déficits funcionais.
O supervisor dos jogadores da categoria de base do Vila Esporte Clube, Fabiano Bezerra, comentou que as atividades desenvolvidas pelo UNIFOR-MG no clube são muito importantes, pois desenvolvem capacidades de trabalho em grupo, equilíbrio e coordenação.
Em relação aos estudantes, o Prof. André esclarece que o estágio enriquece seus conhecimentos, já que é uma oportunidade para aplicar as teorias aprendidas em sala de aula, promover a interação direta dos pacientes com os acadêmicos, além de possibilitar que o aluno aprenda a desenvolver a criatividade e buscar soluções para problemas que surgem no exercício da profissão.
Estamos desenvolvendo um treinamento fisioterapêutico pioneiro, utilizado em grandes clubes de futebol, que tem como objetivo melhorar o desempenho do atleta, prevenir possíveis lesões e reabilitar o jogador, caso necessário. Este treinamento consiste em desenvolver a estabilidade articular, através da ativação muscular específica, frente a diversas situações que proporcionem instabilidade para o corpo do jogador. Portanto, quando forem dividir a bola, saltar, mudar de direção, chutar, entre outros gestos desportivos, suas articulações permanecem mais estáveis e preparadas para responder melhor a uma força perturbadora externa. Com isso, os atletas estão reconhecendo, cada vez mais, a importância da fisioterapia na prática do futebol e também valorizando o trabalho realizado pelo supervisor de estágio e acadêmicos de Fisioterapia, considerou o professor.
As atividades são realizadas às segundas, terças e quartas-feiras, entre 13h30 e 17 horas. Desde 2009, o estágio só ocorre no primeiro semestre do ano.

COMPATILHAR: