Duas horas e meia de atividade física moderada por semana podem reduzir o risco de câncer de mama e de cólon, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
No Dia Mundial do Câncer, lembrado ontem, o órgão internacional informou que praticar exercícios físicos tem um papel importante na redução da incidência de certos tipos de tumores.
Segundo a OMS, o sedentarismo é o quarto maior fator de risco quando se considera o total de óbitos registrados em todo o mundo. O primeiro fator é a pressão alta, seguido do tabaco e do excesso de glicose no sangue.
A orientação da Organização Mundial de Saúde é de que as pessoas com 18 anos ou mais pratiquem 150 minutos por semana de atividade física aeróbica moderada. Entre 5 e 17 anos, a recomendação é de pelo menos 60 minutos de atividade física moderada ou alta.
Sedentarismo
De acordo com a OMS, atualmente, 31% da população global não praticam nenhum tipo de atividade física.
Segundo os últimos dados disponíveis, de 2008, 7,6 milhões de pessoas morreram de câncer, 460 mil das quais foram mulheres vítimas do tumor de mama, e 610 mil pessoas que sofreram câncer de cólon.
Dessas 7,6 milhões de mortes, 3,2 milhões estão relacionadas à ausência de atividade física, sendo 2,6 milhões em países pobres e em desenvolvimento, além de 670 mil óbitos prematuros (pessoas com menos de 60 anos).
Além do sedentarismo, também podem contribuir para o desencadeamento do câncer variantes como fatores genéticos e hereditários, alimentação incorreta, uso frequente de álcool e tabagismo.

COMPATILHAR: