Acabou o tempo em que a futura mamãe ficava em casa de repouso esperando o bebê chegar. A medicina comprova que se manter ativa, faz bem para o feto e ajuda o corpo da mulher a voltar à forma mais rapidamente depois da gestação. Segundo o obstetra Alberto D´Auria do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo, é importante avaliar qual atividade combina com cada momento da gravidez.
Para os especialistas, a hidroginástica é uma excelente opção para se evitar torções e sobrecarga. Ela trabalha todos os músculos sem provocar impacto nas articulações. Mas preste atenção: para que o exercício cause o efeito desejado você precisa sair cansada do exercício e não ofegante.
As mulheres que já praticavam exercícios antes de engravidar podem continuar com seu programa de atividades, mas somente com a autorização do obstetra. Ou seja: diminua os pesos no treino de musculação, troque a corrida pela caminhada e reduza a velocidade na natação. Faça as atividades com bastante atenção para evitar possíveis quedas.
O maior problema é quando as gestantes que nunca fizeram qualquer tipo de atividade física resolvem fazer justamente no período da gravidez. E os fatores de risco do exercício na gestação ocorrem, não pelo fato delas estarem grávidas, mas sim por iniciarem numa atividade sem estarem aptas e acostumadas à prática regular das atividades.

Comentários