As exportações de Minas Gerais mantiveram no primeiro quadrimestre o mesmo ritmo de forte expansão verificado ao longo do ano passado. As vendas de bens ao exterior aumentaram 59,6% em relação a igual período de 2010, totalizando US$ 11,65 bilhões, enquanto o crescimento do Brasil foi de 31,3% na mesma base de comparação. Com este resultado, a participação mineira sobre o total brasileiro subiu para 16,3%.
Os dados preliminares foram divulgados nesta terça-feira (3) pela Central Exportaminas, unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que realiza mensalmente o Mapeamento das Exportações de Minas Gerais com base nos números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
Os dados revelam que as exportações mineiras continuam em expansão, atingindo em abril o maior valor de 2011. No mês passado, Minas Gerais exportou US$ 3,13 bilhões, o que significou um crescimento de 48,5% em relação a abril de 2010. Já na comparação com o total de março de 2011 houve um aumento de 1,1%.
Nos últimos 12 meses foi registrado o maior valor para o período com as exportações mineiras totalizando US$ 35,57 bilhões de maio de 2010 a abril de 2011. O crescimento foi de 71,3% sobre o período de maio de 2009 a abril de 2010.
?Com este resultado, estamos revendo a meta das exportações mineiras até o final do ano, inicialmente fixada em US$ 35 bilhões, para US$ 38 bilhões, com crescimento projetado de 21%, de forma que Minas Gerais acompanhe, no mínimo, a média nacional? , afirma a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Dorothea Werneck.
Para a secretária, ?os ótimos números do comércio exterior continuam sendo creditados às commodities. Conforme os dados do MDIC, mais uma vez, o carro-chefe das exportações foi o minério de ferro, com crescimento de 128,9%, impulsionado principalmente pela China. Também o café em grão teve um crescimento significativo, que foi de 83,4% em abril, vendido especialmente para os Estados Unidos, Alemanha e Itália? , destacou a secretária.

Saldo comercial
Embora nos últimos 12 meses as importações tenham crescido 33% e no primeiro quadrimestre deste ano tenham aumentado 29,7% e outros 22,7% em relação a abril de 2010, no mês passado este indicador apresentou um decréscimo de 3,1% em relação a março de 2011. Com a queda do valor importado e crescimento das exportações, o saldo comercial mineiro alcançou o maior valor de 2011.
O saldo comercial atingiu U$ 2,24 bilhões em abril. O resultado foi superior em 62,1% em relação a abril de 2010, enquanto na comparação com o saldo de março a alta foi de 2,9%. Já no quadrimestre, o saldo comercial cresceu 77,3% em relação ao ano passado e acumulou US$ 8,13 bilhões, enquanto o saldo nacional ficou em US$ 5,03 bilhões.
Também entre janeiro e abril de 2011, as transações de Minas Gerais com o mercado externo aumentaram 51,5%, se comparado ao mesmo período de 2011. A corrente de comércio registrou um total de US$ 15,16 bilhões, correspondendo a 11% do total nacional. Em abril, o comércio exterior do Estado atingiu US$ 4 bilhões, enquanto em 12 meses somou US$ 46,34 bilhões e crescimento de 60,6%.

Comentários
COMPATILHAR: