Mais um dia de solidariedade e carinho com o melhor amigo do homem. Foi realizada neste sábado, em Belo Horizonte, a segunda edição do programa Adote um Amigo. O evento aconteceu no bairro Jaraguá, na região da Pampulha, e 28 cachorros receberam um novo lar.
Os recém-casados Luana e Alan Carvalho já haviam adotado a cadelinha Mel e ganharam mais um amigo na feira. A gente estava precisando de companhia em casa, disse Luana.
O pequeno João Alencar, 3, que não chegava nem perto de animais por medo, não conseguia mais desgrudar do cãozinho que tinha acabado de adotar. Já Arthur Martins, 2, entrou no cercado dos animais e logo atraiu a atenção de uma cadela. Ela não parava de lamber ele, foi paixão à primeira vista mesmo. Vamos levar dois, disse a mãe, Daniele Martins.
Feira
A feira é um projeto inédito na capital, fruto de uma parceria entre poder público e ONGs. Segundo a coordenadora do programa, Maria Antonieta Pereira, a intenção é diminuir o número de animais abandonados na capital. São mais de 30 mil. Queremos tirar pelos menos 400 cães das ruas, afirmou.
A veterinária Juliana Ramos afirma que os vira-latas, única raça da feira, são ótimos companheiros. É a melhor raça que tem. Eles não têm problemas de saúde e são cachorros carentes e dóceis/i>, disse.
Para adotar os cães, é preciso fazer uma entrevista e assinar um termo de responsabilidade. Caso o animal não se adapte, ele pode ser devolvido ao Centro de Controle de Zoonoses. Para mais informações sobre as adoções, basta ligar para (31) 2535-2517.

Comentários