Este é o segundo ano consecutivo em que as visitas aos cemitérios no Dia de Finados, celebrado hoje (2), ocorrem em meio à pandemia de Covid-19. No Distrito Federal (DF), mais de 500 mil pessoas deverão passar pelos seis cemitérios, de acordo com estimativa do governo local. Nas unidades, localizadas na Asa Sul, em Brazlândia, no Gama, em Planaltina, Sobradinho e Taguatinga, serão oferecidos atendimentos com psicólogos, orientações e serviços de ouvidoria. 

O Corpo de Bombeiros Militar do DF deixará viaturas nos estacionamentos para facilitar os atendimentos, caso necessário. A Polícia Militar fará a segurança nas imediações dos cemitérios a pé e motorizada. 

Os estabelecimentos ficarão com os portões abertos das 7h às 19h. Os visitantes precisarão seguir os protocolos de segurança contra a covid-19, como o uso de máscara e de álcool em gel. Não haverá limitação de pessoas por grupo, como aconteceu em 2020.

Belo Horizonte 

Em Belo Horizonte (MG) serão permitidas visitas aos cemitérios municipais, que poderão ocorrer de forma livre, sem necessidade de agendamento, no período das 7h às 17h30. De acordo com a prefeitura, a medida foi adotada com o aval do Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

Por medida de segurança, as tradicionais missas e celebrações do Dia de Finados permanecem suspensas e não ocorrerão nos cemitérios. A prefeitura recomenda que as famílias levem suas próprias flores (são permitidas somente as naturais), pois não haverá venda no local, e garrafinha, já que os bebedouros estarão operando apenas na função de reabastecimento, sem consumo direto no equipamento.

Permanecem as orientações do uso obrigatório de máscara, cobrindo a boca e o nariz, durante toda a permanência no cemitério e recomenda-se a manutenção de todas as medidas preventivas já praticadas e conhecidas pela população, como o distanciamento de outras pessoas em, no mínimo, 2 metros, sem aglomerações. Nas portarias será disponibilizado álcool em gel 70%.

Fonte: Agência Brasil

Comentários
COMPATILHAR: