O superfoguete Starship, da SpaceX , explodiu após o lançamento nesta quinta-feira (20), minutos depois de sair da base em Boca Chica, no estado americano do Texas. Não havia tripulação neste voo de teste.

O lançamento ocorreu às 10h33 no horário de Brasília, mas a nave mais poderosa da história não conseguiu atingir a órbita terrestre.

O propulsor (Super Heavy) estava programado para se separar da cápsula da Starship, mas isso não ocorreu. A missão terminou com o veículo explodindo no céu após três minutos da decolagem. Desde o início da operação, a empresa não esperava reutilizar o foguete.

O voo teria duração de 1h30 se o teste tivesse sido bem-sucedido. Nesse cenário, a Starship continuaria sua subida, completando uma volta quase completa em torno da Terra antes de cair no Oceano Pacífico.

O bilionário Elon Musk e os funcionários da SpaceX comemoraram por atingir o objetivo principal que seria tirar a espaçonave do solo, segundo a agência Reuters.

“Aprendi muito para o próximo lançamento de teste em alguns meses”, disse Musk.

A companhia afirmou nas redes sociais que as equipes continuarão os trabalhos de revisão, mas não disse as causas do incidente.

“Com um teste como este, o sucesso vem do que aprendemos, e a experiência de hoje nos ajudará a melhorar a confiabilidade da Starship, à medida que a SpaceX procura tornar a vida multiplanetária”.

Grande aposta da SpaceX, a empresa já havia adiado a missão três dias antes devido a um problema de pressurização no propulsor.

O veículo foi projetado para transportar pessoas e carga em futuras missões à Lua e a Marte. A ideia era que ele pudesse abrir caminho para viagens espaciais com até 100 pessoas em voos interplanetários.

Fonte: G1

COMPATILHAR: