Mesmo tendo conseguido, após muita luta, a implantação de uma Delegacia da Mulher em Formiga, a instituição ainda não conta com uma delegada para poder chefiá-la.
A reivindicação ? feita por insistência da população e através do intermédio da ação do Conselho da Mulher ? já havia sido encaminhada ao presidente da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, Sr. Alberto Pinto Coelho, em agosto deste ano, porém ainda não foi efetivada.
Para a presidente do Conselho, Hortência Nunes, a importância de se ter uma mulher na chefia da Delegacia é passar uma maior confiança às mulheres que precisem da intervenção da instituição por algum motivo. ?Muito embora ainda não tenhamos conseguido a Delegada, tenho certeza que muito em breve esse problema será resolvido?, esclareceu.
O Conselho da Mulher, reaberto na segunda-feira (20), passará, a partir dessa próxima semana, por um processo de transição, o que limitará o atendimento à população. ?Nosso mandato como presidente e membros do Conselho está chegando ao fim. Até que os novos membros sejam indicados e eleitos, nossos trabalhos serão reduzidos?, explicou Hortência. A entidade trabalhará às segundas, quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h. Casos de urgência ou que não possam ser resolvidos pelo Conselho serão encaminhados à Secretaria de Desenvolvimento Humano.

Comentários
COMPATILHAR: