No próximo mês ocorrerá em Formiga uma assembleia para debater um projeto para que seja criado no município a associação protetora dos animais. De acordo com Carolina Cunha dos Reis, uma das idealizadoras do projeto, denominado Associação Protetora dos Animais de Formiga (APAF), o estatuto da associação já está sendo elaborado.
Na assembleia serão debatidos os objetivos do projeto. ?Quem estiver interessado pode ir, pois precisamos de apoio, para aumentarmos a iniciativa. O encontro deve ocorrer no edifício Antônio Vieira. Estamos esperando a agenda de agosto abrir para marcarmos?, contou Carolina Cunha.
De acordo com a advogada, os trabalhos já tiveram início, agora, só falta legalizar. ?Além de mim, a iniciativa para este trabalho partiu das advogadas Lorena Chelis, Márcia Alves, a dentista Rose Andrade e estamos contando com o apoio da promotora do Meio Ambiente, Luciana Imaculada de Paula?.
?O pessoal ainda não entendeu os objetivos principais e é importante divulgar a importância do projeto, pois ainda não temos abrigo e não estamos recolhendo animais não, mas acho que o projeto primeiramente vai visar só a castração, o controle de natalidade e prevenção de doenças dos animais de rua?, explicou Carolina.
A advogada contou ainda que o problema é só a falta de verba. ?Fica caro para manter os animais. Com a promotora ajudando, vamos conseguir suplementar mais os trabalhos. Primeiramente, esses trabalhos estão sendo realizados nas ruas e vamos fazer também convênios com instituições públicas, e com o Unifor. O Unifor está ajudando bastante também, já recolheram animais que nós pedimos, filhotes para adoção, as clínicas também estão ajudando. Agora temos que conseguir legalizar para firmar mais parcerias?.
Atualmente, o Unifor mantém um projeto em parceria com a promotora Luciana Imaculada chamado Cão Social, que é voltado para a pessoa de baixa renda, é um atendimento completo, tem castração, exames de leishmaniose, todo serviço sem custos. ?Estamos elaborando este projeto para que possamos receber uma verba, pois precisa ter ele em mãos e legalizado. Enquanto isso estamos realizando estes trabalhos esporádicos?, completou a advogada.

Comentários