O novo prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), toma posse hoje, às 11h, em solenidade no plenário Amynthas de Barros, na Câmara Municipal da capital mineira. Na última sexta-feira, Alexandre Kalil (PSD) renunciou ao cargo, após cinco anos e dois meses, para concorrer ao governo de Minas Gerais no pleito de outubro. A cerimônia será conduzida pela presidente Nely Aquino (Pode) e será dividida em dois momentos. A primeira, com a leitura e assinatura do termo de posse, e, a segunda, com pronunciamento do novo chefe do Executivo. O acesso do público à cerimônia de posse será limitado em função das restrições adotadas no combate à pandemia da Covid, mas a Câmara informou que fará a transmissão pelo seu site oficial.

Fuad Noman tem 74 anos, 50 dedicados à vida pública. Bacharel em ciências econômicas pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília (Ceub), pós-graduado em programação econômica e execução orçamentária, o novo chefe do Executivo mineiro ingressou no serviço público como funcionário de carreira do Banco Central.

Trabalhou no Tesouro Nacional, foi secretário-executivo da Casa Civil da Presidência da Repúbl ica durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, diretor do Banco do Brasil, presidente da BrasilPrev e consultor do Fundo Monetário Internacional para o governo de Cabo Verde.

Então filiado ao PSDB, em Minas, foi secretário de estado da Fazenda (2003-2007), no primeiro mandato do governador Aécio Neves, depois foi secretário de Transportes e Obras Públicas (2007-2010) durante o governo de Antonio Anastasia, também do PSDB à época.

No discurso de despedida, Alexandre Kalil comentou sobre o seu vice, agora sucessor na Prefeitura de Belo Horizonte. “Quanto ao futuro, fiquemos tranquilos. O prefeito Fuad foi eleito junto comigo, e no mesmo programa, numa mesma filosofia”, declarou. O pré-candidato ao governo de Minas também ressaltou que o colega de gestão esteve presente durante todo o período. “Não pense que ele entrou agora. Fuad esteve ao meu lado nesses cinco anos e 84 dias tentando, como eu, desesperadamente melhorar a vida de todos belo-horizontinos”, disse.

Fonte: Estado de Minas

Comentários
COMPATILHAR: