As atividades que envolvem o lago de Furnas, em especial para a geração de energia e as que asseguravam a hidrovia na região, espantosamente estão sem licenciamento ambiental.

Desde 9 de agosto, depois de renovadas concessões de novos prazos e até então não cumpridos pela hidrelétrica de Furnas, que se tenta a apresentação de documentos e projetos que possibilitem à Secretaria de Estado do Meio Ambiente estudar a formalização do licenciamento.

Nessa espera estão, além da Semad, a própria população que vive na região, insegura com os abusos de Furnas. Uma empresa privada nessa mesma condição estaria operando, ou seria multada, ou teria suspensas suas atividades? A utilização das águas mineiras de Furnas está correta? Quem garante?

Fonte: O Tempo

COMPATILHAR: