Um Posto de Coleta Externa de sangue do Hemonúcleo de Divinópolis foi montado em Formiga na terça-feira (30).
Cerca de 300 voluntários compareceram para doar sangue, mas a capacidade de coleta, conforme programado pelo Hemonúcleoe divulgado pelos organizadores, era para apenas 120 bolsas.
A iniciativa do Rotary de Formiga contou com a parceria da Secretaria Municipal de Saúde, Santa Casa e Hemonúcleo de Divinópolis. A captação ocorreu das 8h às 13h e contou com a mobilização de uma equipe de 19 profissionais do Hemonúcleo de Divinópolis e 8 profissionais de Formiga.
Para Tainara Souza, que doou sangue pela primeira vez, essa ação é muito importante. ?Precisamos nos mobilizar para ações desse tipo. Doar sangue é salvar vidas. Um dia poderemosprecisar de uma doação?, disse.
Eni Francisco da Silva também se voluntariou. Ele foi até o posto de coleta porque o tio da esposa dele estava precisando de transfusão de sangue. ?Sou doador há muito tempo, mas foi a primeira vez que passei pela situação de ver um parente precisando de transfusão. Muitas pessoas não entendem a importância desse ato, até que necessite de uma transfusão ou veja um ente querido necessitar de uma bolsa de sangue para sobreviver?.
Para Julio Pedro da Silva, que também é doador, essa ação de coleta na cidade deveria ser realizada sempre. ?Formiga deveria ter um posto de coleta fixo ou então ter ações como essa, pelo menos uma vez por mês. É muito mais cômodo poder doar sangue sem ter que sair da cidade. Essa ação com certeza mobiliza mais a população.?, declarou.
As bolsas de sangue coletadas foram encaminhadas para o Hemonúcleo de Divinópolis onde passaram por uma triagem laboratorial que detecta, por meio de testes, a classificação sanguínea e a existência ou não de doenças transmissíveis. O resultado dos testes será enviado para a casa dos doadores.
De acordo com a captadora de doadores de sangue e de medula óssea da Santa Casa de Caridade, Helena Oliveira, o resultado da campanha foi positivo. ?Esperávamos receber no máximo 120 pessoas para a realização do cadastro e nos surpreendemos ao receber cerca de 300 pessoas. Alcançamos o objetivo?, declarou Helena.
O Hemonúcleo de Divinópolis forneceu todo o material para a captação como as bolsas de sangue e as cadeiras. A captação foi feita em um imóvel localizado à rua Teixeira Soares.
O número de pessoas que compareceu ao posto de coleta explicita que não há uma resistência da população em doar sangue. Ao contrário, é a precariedade da estrutura de transporte providenciada pela Prefeitura de Formiga que desestimula e impossibilita que os doadores possam ir até as cidades de Divinópolis e Belo Horizonte, onde estão os hemonúcleos mais próximos.
Neste ano de 2014, o jornal fez diversas denúncias referentes a problemas com o veículo providenciado pela Secretaria de Saúde para levar os voluntários. Há casos de quebra dos veículos por falta de manutenção e de interrupção da viagem no meio da estrada por falta de combustível ou uso de uma Kombi sem janelas e com capacidade para poucos doadores.
Conforme apurou o jornal, o veículo da Secretaria de Saúde está quebrado há mais de dois meses e o transporte para Divinópolis, onde é feita a captação de sangue, não está sendo realizado.

Comentários