O comerciante José Hi-Lea-Yun, de 51 anos, morreu depois saltar de parapente, na comunidade de Djalma Dutra, na zona rural de Divinópolis, nesse domingo (23). Ele teria perdido o controle do equipamento e se chocado contra as pedras.

Quando os bombeiros chegaram ao local, o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu) já tinha atestado o óbito. A área foi isolada até a chegada da perícia.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas informaram que o comerciante perdeu o controle e se chocou contra pedras. O Samu informou que a vítima usava capacete, mas mesmo assim sofreu trauma crônico encefálico grave.

Os familiares da vítima disseram que José gostava muito de esportes e que, no dia 10 de julho, completou um ano que praticava voo livre. Após o trabalho da perícia, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

José era dono de uma floricultura e bastante conhecido em Divinópolis. Ele estava acompanhado de dois amigos que não tiveram ferimentos.

 

Fonte: G1 ||

Comentários
COMPATILHAR: